Somente uma região ficou na bandeira vermelha Foto: Reprodução Internet

Após uma rodada em que todo o Estado ficou em bandeira laranja (risco epidemiológico médio), o mapa preliminar do Distanciamento Controlado volta a ter uma região em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto). A 22ª rodada, cujo mapa preliminar foi divulgado na tarde desta sexta-feira, 2, traz a região Covid de Santa Maria em bandeira vermelha. A Região 08 – do qual fazem parte Montenegro e outros municípios da região – segue na bandeira laranja há quase um mês.

De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, em queda na semana passada, o número de novas hospitalizações no Estado cresceu 6% nas últimas duas semanas, de 793 para 840. A quantidade de leitos livres, que também havia crescido, reduziu novamente – de 684 para 659 (4%). A R08 teve um elevado crescimento de novos registros de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias, passando de 54 para 62, ou seja, um crescimento de 14,8%.

Com pequenas mudanças no ranking interno em termos de taxa de óbito por Covid-19 para cada grupo de 100 mil habitantes, o Rio Grande do Sul segue com a maioria das regiões com números alentadores. Segundo o governo do Estado, a média móvel dos últimos sete dias, com dados contabilizados até a quinta-feira, 1°, colocou 14 das 21 regiões com taxas inferiores ao número médio apurado para todo o RS (0,34).

A região 08, com referência em Canoas, está entre as 14 regiões com menor média. Com um decréscimo de cinco pontos na média, a R08 passou de 0,38 para 0,33. Apesar disso, continua sendo a pior média entre as 14 regiões. O destaque desta semana ficou com as regiões de Erechim (média móvel nos últimos sete dias de 0,06), Cachoeira do Sul (0,07), Santa Cruz do Sul (0,08) e de Uruguaiana (0,09). Já a maior média foi a de Porto Alegre, com 0,59. A média do Brasil permaneceu em 0,33.

Deixe seu comentário