Após uma rodada em que todo o Estado ficou em bandeira laranja, o mapa definitivo do Distanciamento Controlado volta a ter uma região em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto). O resultado da 22ª rodada foi divulgado na tarde desta segunda-feira, 5, e traz a região Covid de Santa Maria em bandeira vermelha. A Região 08 – do qual fazem parte Montenegro e outros municípios da região – segue a exatamente um mês na bandeira laranja, considerada de risco médio epidemiológico do coronavírus. A vigência das bandeiras da 22ª rodada começa à 0h de terça-feira, 6, e se encerra às 23h59 de segunda-feira, 12.

De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, em queda na semana passada, o número de novas hospitalizações no Estado cresceu 6% nas últimas duas semanas, de 793 para 840. A quantidade de leitos livres, que também havia crescido, reduziu novamente – de 684 para 659 (4%). A R08 teve um elevado crescimento de novos registros de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias, passando de 54 para 62, ou seja, um crescimento de 14,8%.

Com pequenas mudanças no ranking interno em termos de taxa de óbito por Covid-19 para cada grupo de 100 mil habitantes, o Rio Grande do Sul segue com a maioria das regiões com números alentadores. Segundo o governo do Estado, a média móvel dos últimos sete dias, com dados contabilizados até a quinta-feira, 1°, colocou 14 das 21 regiões com taxas inferiores ao número médio apurado para todo o RS (0,34).

A R08, com referência em Canoas, está entre as 14 regiões com menor média. Com um decréscimo de cinco pontos na média, a região passou de 0,38 para 0,33. Apesar disso, continua sendo a pior média entre as 14 regiões. O destaque desta semana ficou com as regiões de Erechim (média móvel nos últimos sete dias de 0,06), Cachoeira do Sul (0,07), Santa Cruz do Sul (0,08) e de Uruguaiana (0,09). Já a maior média foi a de Porto Alegre, com 0,59.

Mudanças em protocolos

Na reunião do Gabinete de Crise do governo do Estado desta segunda, 5, foram confirmadas algumas mudanças nos protocolos estaduais, que deverão ser publicados em decreto no Diário Oficial do Estado.

  • Hotelaria: foi permitido aumento no teto de ocupação na bandeira amarela de 60% para 75%, e na laranja, de 50% para 60%.
  • Missas: passa a permitir que coabitantes/familiares sentem juntos nas celebrações religiosas.

Deixe seu comentário