Com níveis de hospitalização por Covid-19 e de internações em leitos de UTI que não eram registrados no mínimo há dois meses, o mapa preliminar da 28ª semana do Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira, 13, tem 11 regiões do Rio Grande do Sul com classificação de bandeira vermelha, o que representa alto risco epidemiológico. A Região 08 – do qual fazem parte Montenegro e cidades da região – retornou a essa classificação.

Segundo o governo do Estado o número de internados em leitos clínicos chegou, nessa quinta-feira, 12, a 914 pacientes, aumento de 22% na comparação com a semana anterior. Houve também elevação de 14% de infectados por coronavírus em UTI, o que provocou queda de 11% na disponibilidade de leitos para tratamento intensivo em toda a rede.

O único indicador que não apresentou elevação foi o de óbitos, com redução de 22%. As maiores variações foram em internados em leitos clínicos confirmados com Covid-19 (aumento de 22%) e registros de hospitalização (crescimento de 17%).

Com dez leitos de UTI livres a menos do que na semana anterior (de 53 para 43), a Região 08 registrou um salto de pacientes em tratamento intensivo tanto por Covid-19 (de 32 para 37) como por SRAG (de 47 para 62). Houve também a internação de 58 pessoas em leitos clínicos por conta do coronavírus na quinta-feira, 12 – há uma semana, eram 47 casos.

Apesar da bandeira vermelha definida nesta rodada pelo Estado, a R08 adota desde o início os protocolos do modelo de cogestão, no qual as regiões Covid podem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados; mas, no mínimo iguais à bandeira anterior. Assim, os municípios da região podem, caso tenham interesse, seguir os protocolos da bandeira laranja.

Com o município de Canoas como referência, a R08 integra 18 cidades ao todo, e possui 14 municípios que adotam os protocolos regionais. Dentre eles está Montenegro, Brochier, Maratá e Pareci Novo. A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira, 16.

Prefeitura desmente fake news de fechamento do comércio

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira, 13, no Palácio Rio Branco, o Executivo desmentiu um boato que circula no município de que todo o comércio seria fechado nesta segunda-feira, 16. A informação é inverídica, e segundo a secretária de Saúde, Cristina Reinheimer, não há motivos para isso.

Com 1.377 casos positivos acumulados, sendo 1.032 casos recuperados, 322 casos em recuperação e 23 óbitos, a secretária relata que os dados não poderiam alterar a economia no momento. “Isso não significa que a gente tenha tido uma alteração tamanha para que a gente fosse fechar o comércio”, diz. Ainda de acordo com ela, o prefeito, Kadu Müller não possui a autonomia de fechar o comércio na segunda-feira, pois essa definição é regional, e passa pelo governador.

Cristina ressalta que a Secretaria da Saúde, através da Vigilância Sanitária, trabalha com números e estatísticas, e essas são monitoradas pelo Estado. “O número não é inventado pela gente, ele é encaminhado ao Estado e retorna para nós, então não tem como a gente mentir”, comenta.

Segundo ela, nos últimos 45 dias o município tem registrado uma média de novos casos, cerca de 10 positivados/dia. “Acredito que a tendência é de que a pouco seja aumentar um pouco, mas não um número não muito considerável. […] Hoje nós aderimos ao testar RS, então temos teste rápido. Isso a gente não tinha antes, por isso a gente tinha números menores”, completa. A recomendação é de que os cuidados de prevenção ao novo coronavírus continuem sendo tomados, como usar a máscara da forma correta, manter o distanciamento de outras pessoas e praticar os protocolos de saúde.

Deixe seu comentário