PRF, acidentes, rodovias, violência, trânsito, Polícia, dados, estatísticas
Corporação atribuí queda na violência ao trabalho efetivo e preventivo. Foto: Divulgação PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acaba de divulgar o balanço de 2016 com redução nos índices que medem a violência no trânsito em rodovias federais. Em comparação a 2015, o Órgão registrou uma redução de 6,8% no número de óbitos e de 3,9% no número de acidentes graves em rodovias federais. São classificados como acidentes graves aqueles em que se registra pelo menos um ferido grave ou um óbito.

O resultado é reflexo da estratégia operacional da PRF, que realiza campanhas de conscientização, operações pontuais em épocas de intensificação de deslocamentos, tal como férias e festas de final de ano. Além disso, efetiva reforços de policiamento em pontos críticos nas rodovias de todo o país. No ano passado, a PRF também contabilizou mais de cinco milhões de autos de infração emitidos durante fiscalizações pelo país.

Desde dezembro de 2016, por exemplo, a corporação executa a Operação RodoVida. Em sua sexta edição, é um esforço interministerial para redução da violência nas estradas e conta com reforço no efetivo em todo território. Neste ano, a operação encerra agora, no início de março. O número geral de acidentes – com ilesos, feridos leves ou graves – foi o que sofreu maior queda: em 2016 a PRF registrou um número 21% menor do que o número de acidentes em 2015.

OS NÚMEROS
Acidentes – 122.090 (2015) / 96.296 (2016) = redução de 21,1%
Acidentes graves – 21.854 (2015) / 20.994 (2016) = redução de 3,9%
Feridos graves – 22.517 (2015) / 21.439 (2016) = redução de 4,8%
Óbitos – 6.871 (2015) / 6.405 (2016) = redução de 6,8%

Acidentes gerais
RS – 9.894 (2015) / 7.531 (2016) = redução de 23,9%

Acidentes graves
RS – 1.139 (2015) / 1.115 (2016) = redução de 2,2%

Óbitos
O Rio Grande do Sul não configura entre os cinco estados com mais mortes nas BRs

Deixe seu comentário