“É emocionante ver o brilho no olhar deles”, a frase da diretora artística e de cultura, Carina Weizenmann, do CTG Estância do Montenegro expressa o sentimento das crianças e jovens das invernadas da instituição que, depois de muito tempo parados – devido a pandemia – retornaram aos ensaios. O recomeço das atividades ocorreu na semana passada, mas é nesta, na Semana Farroupilha, que grande parte dos integrantes voltou ao Centro de Tradições.

Além de receber prendas e peões das invernadas mirim, pré-mirim, juvenil e adulta, as portas se abriram para acolher a comunidade. Nesta quarta-feira, 15, o ensaio dos grupos, sob coordenação do professor Pablo Silveira, pôde ser visto por visitantes. A iniciativa da diretoria do CTG é alusiva às comemorações de 20 de Setembro. “Queremos que as pessoas vejam o que fazemos aqui, que sintam o clima amigável e de respeito que temos”, diz o patão do Estância, Teófilo Azeredo.

Érica, Gabriel e Isadora

A noite começou com o ensaio da invernada mirim. Enquanto isso, jovens como Érica Weizenmann e sua amiga Isadora de Azeredo aguardavam ansiosas pelo começo das aulas do grupo delas. Ambas começaram a dançar, juntas, na invernada juvenil em 2015. Para elas, o período afastadas em razão da pandemia foi de grande saudade. “Depois desse tempo todo afastada, percebi o quanto estar aqui me fazia falta”, comenta Érica.

Gabriel Azeredo de Mello é peão e membro da diretoria. Na volta dos ensaios, ele foi ao CTG para incentivar e animar os demais “colegas”. “Quero passar ânimo para eles e incentivar mais pessoas a virem participar das nossas invernadas”, conclui.

 

Deixe seu comentário