Os motoristas do Rio Grande do Sul que precisam passar pelo processo de reciclagem para reaver a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou que buscam renovar o documento poderão realizar esse processo pelo método a distância.

Outras possibilidades de ensino em EAD são os cursos de atualização de condutores, os cursos livres relacionados à área de trânsito e ainda aqueles especializados voltados para quem dirige ônibus, transporta cargas ou conduz veículos escolares.

A partir da publicação da portaria caberá ao CFC contratar a empresa que será homologada pelo Detran-RS, para que o processo seja colocado em prática.

A portaria prevê ainda, entre outros pontos, que a plataforma tenha um ambiente virtual de aprendizagem (AVA) e que seja capaz de armazenar o curso proposto à distância, o que permitirá o gerenciamento e o acompanhamento do progresso de aprendizagem dos alunos.

“Quando o motorista atinge 20 pontos ele perde a CNH, vai ao CFC, entrega o documento e já pode fazer a matrícula e estudar para a prova teórica, que seria feita no próprio CFC”, explicou Claudia Moraes, especialista em educação digital e diretora de produtos da Procondutor – empresa que desenvolve EAD, conteúdo pedagógico digital, cursos híbridos e plataformas de educação digital.

Ainda segundo Claudia, a mudança possibilitará que seja mais efetivo o aprendizado. “As aulas no modelo em EAD atendem ao crescimento desse método, que já vemos no ensino superior e em cursos livres. É o poder de escolha do cidadão, além de representar conforto e economia de tempo e de dinheiro ao dispensar o deslocamento até o CFC”.

Deixe seu comentário