O clima do feriado foi de muita descontração na Estação da Cultura

O evento foi em homenagem ao padroeiro da cidade, São João Batista

O dia ensolarado e com temperaturas amenas ajudou no êxito da festa em homenagem ao padroeiro de Montenegro. Centenas de pessoas se reuniram nesse feriado na Estação da Cultura durante todo o dia, em uma festa estilo “quermesse”, realizada pela Prefeitura de Montenegro.

Foram comercializadas comidas e bebidas típicas

Desde às 14h os Montenegrinos contaram com muito lazer e diversão. A terceira edição do Projeto Estação Cultura Montenegro, teve música tradicional de festa junina, brinquedos infláveis e ervateira. Quem se fez presente também aproveitou para experimentar as brincadeiras e delícias tradicionais da data, como rapadura, maça do amor, pipoca e quentão. Teve até a tradicional pescaria nas barraquinhas.

Artesanatos do Brique na Estação também foram atração da festa

Junto com a filha, Gabriela da Silva, foi para a festa na Estação para se divertir no feriado. Depois de brincar com a pequena, elas aproveitaram para comer pipoca e tomar chimarrão. “O tempo ajudou bastante, a gente ficou sabendo hoje mesmo que tinha a festa e resolveu vir”, comenta Gabriela. Ela relata que levou a filha para aproveitar, mas que acabou gostando do passeio.

Na barraquinha de pescaria muitas crianças faziam fila para ganhar um prêmio. Antonia de Jesus, de 8 anos, era uma delas. Ela foi acompanhada da mãe Tatiele de Jesus, e aproveitou a festa para brincar muito junto com a família e amigos. “Adoramos tudo, a festa estava bem legal”, relata Tatiele.
Para os dançarinos, o baile começou às 17h aos embalos das bandas Amazônia, Wilceu Pause e Banda, Grupo Fuzarca e Banda Eccos. O lançamento do segundo totem do projeto “Eu Amo Montenegro”, que iria ocorrer no evento, foi adiado para outra data ainda não definida pelo Executivo Municipal.
Investimento em Cultura

A pescaria foi sucesso entre a criançada presente na festa

Dentre as barraquinhas de comerciantes presentes no evento estava o Brique na Estação. Há nove anos em Montenegro, todas as bancas do Brique participaram da festa, foram mais de 20 pessoas envolvidas, gerando lucro para a cultura local.

Eram artesanatos de crochê, petwork, bordado, laços e fitas, trabalhos em madeira, jardins ornamentais, entre outros. De acordo com a coordenadora do Brique na Estação, Elbia de Souza, o movimento foi ótimo, o esperado por eles. “Teve muito movimento e isso é uma satisfação, porque estamos acostumados com um público bem menor, então ver um público assim, que a gente contribuiu para fazer, gera uma satisfação que não tem dinheiro que pague”, fala Elbia.

Deixe seu comentário