+QD+ conquistou o Torneio de Verão nos pênaltis após empate sem gols no tempo normal

Final masculina foi decidida nos pênaltis. No duelo da mulherada, Enigma venceu por 2 a 0

Mulherada da Genifer Sports/Enigma não deu chances para o Red Beats na final

Dois grandes embates definiram os campeões do Torneio de Verão do Cantegril, na noite da última quarta-feira, 19, no campo A do clube. Pela categoria Feminina, a mulherada da Genifer Sports/Enigma fez a festa ao superar o Red Beats pelo placar de 2 a 0. Já na Força Livre, o +QD+ levou a melhor sobre o Medonhos FC nos pênaltis, após empate sem gols no tempo normal. O árbitro e comentarista de arbitragem Márcio Chagas foi uma das atrações das finais.

Melhores campanhas da categoria Força Livre, +QD+ e Medonhos protagonizaram um confronto muito equilibrado. Como disputam a Série A e chegam frequentemente nas fases decisivas, os dois times se conhecem bem. A decisão começou estudada, com as defesas levando a melhor sobre os ataques. O primeiro lance de perigo foi do +QD+, aos 10 minutos. Magnus de Paula, o Blau, recebeu lançamento em profundidade do goleiro Andinho e bateu de canhota, mas mandou para fora.

Aos 13, o +QD+ quase abriu o placar. Em ataque rápido, Felipe Quevedo abriu para Dudu Nunes, que finalizou de primeira e exigiu boa defesa do goleiro Mag. Dois minutos mais tarde, Amauri cobrou falta frontal visando o ângulo, mas a bola explodiu na trave do Medonhos. Aos 16, Dudu Nunes tabelou com Tabajara e bateu rasteiro. Mag, atento, defendeu mais uma. Enquanto o +QD+ assustava com ataques rápidos, o Medonhos buscava surpreender no contra-ataque.

Decisões tiveram ótimo público no Cantegril na noite de quarta-feira

Na segunda etapa, o Medonhos esteve mais presente no campo ofensivo. Aos três minutos, Mateus Lino, o Negreti, bateu colocado no cantinho, Andinho se esticou todo e fez sua primeira grande defesa na final. Aos seis, o +QD+ fez boa tabela e David Farias apareceu livre na frente de Mag, mas a finalização saiu por cima do gol. Quatro minutos depois, Felipe Quevedo conduziu pelo meio, limpou a marcação e buscou o canto, mas a bola foi para fora.

O +QD+ teve mais uma boa chance aos 17 minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Blau bateu para o meio da área, a zaga afastou nos pés de Felipe Quevedo, que finalizou rente ao poste e desperdiçou uma grande oportunidade. O Medonhos ainda exigiu mais uma grande defesa de Andinho no último minuto do tempo regulamentar. Em cobrança de falta, Douglas Oliveira bateu no canto direito e o goleiro do +QD+ espalmou para escanteio.

Com o empate sem gols, a decisão do título foi para os pênaltis. Dudu Nunes e Douglas Oliveira abriram a série deslocando os goleiros. Amauri cobrou no meio do gol e colocou o +QD+ em vantagem. João Pedro bateu firme, Andinho acertou o canto, mas a bola passou por baixo dos seus braços e entrou. Na sequência, Felipe Quevedo cobrou com perfeição e recolocou o +QD+ na frente. Na última penalidade, Negreti bateu no canto direito, Andinho voou e defendeu, garantindo o título do Torneio de Verão 2020 para o +QD+.

Árbitro Márcio Chagas foi uma das atrações da noite

Cristiane Guielcer brilha com dois gols na decisão feminina
Única equipe invicta da categoria Feminina, a Genifer Sports/Enigma levantou a taça com merecimento. Na grande final, a equipe foi superior ao Red Beats e venceu por 2 a 0, mas o embate começou parelho. O Enigma teve sua primeira boa chance aos sete minutos, com Gabrieli Giacobe. A atacante encontrou um espaço na defesa rival e chutou firme, mas a goleira Duda defendeu em dois tempos.

A resposta do Red Beats veio aos 14 minutos. Rafaela Hilgert girou sobre a marcação e bateu forte, a goleira do Enigma defendeu e a bola ainda tocou na trave antes de sair. No último minuto da primeira etapa, Cristiane Guielcer fez jogada individual, esperou o momento certo e finalizou no cantinho esquerdo para fazer o primeiro gol da decisão.

O segundo tempo iniciou da mesma forma que o primeiro terminou. Logo aos dois minutos, Tainara Nunes fez bom lançamento para Tatiane Andrade, que encontrou Cristiane Guielcer livre na área. Com tranquilidade, Cristiane bateu de primeira e deslocou Duda para ampliar para o Enigma. Mesmo com 2 a 0 no placar, a equipe seguia no ataque e dava poucos espaços para o Red Beats.

Tainara Nunes arriscou um chute forte de fora de área e exigiu boa defesa de Duda. Aos 18 minutos, Franciele Rangel recebeu no ataque, limpou a marcação e bateu de canhota, mas a bola saiu caprichosamente para a linha de fundo. Com o apito final do árbitro Márcio Chagas, a mulherada do Enigma fez a festa no Cantegril.

Deixe seu comentário