Além de brinquedos, materiais recicláveis também estão sendo usados para a criação da praça

Ação conta com a presença de voluntários da comunidade e da empresa John Deere

Agora a criançada e toda comunidade terão um novo ponto de lazer no bairro Estação. Uma praça foi construída ao lado da EMEF Ana Beatriz Lemos, através de iniciativa do Projeto “Semeando o Futuro”. A ação teve início às 8h e seguiu durante a tarde deste sábado, 20.
O Projeto e o Poder Público ajudaram no financiamento do material, mas a mão de obra fica por conta dos moradores do bairro. Brinquedos estão instalados no espaço desde esta sexta-feira, 19, e cerca de 40 voluntários da comunidade e da empresa John Deere estiveram envolvidos colocando bancos, pintando mesas e pneus com flores.

Comunidade está envolvida na construção do seu espaço de lazer

O projeto existe desde o ano passado, concebido por meio de uma parceria entre a empresa John Deere e a ONG Global Communities. Segundo a coordenadora regional da Global Communities, Naja Souza, um dos pilares do “Semeando o Futuro” é o desenvolvimento comunitário. “Estamos trabalhando a parceria com voluntários dos bairros Estação, Industrial, Senai, Fortaleza, Zootecnia, São Paulo e Polo. As comunidades estão bem motivadas, querendo revitalizar e tornar melhor o espaço em que eles vivem”, diz Naja.

Para fazer parte desse projeto, líderes comunitários de cada bairro deviam apontar uma ação de impacto para realizar na comunidade. “Quando as comunidades se inscreveram, eles precisavam de cinco líderes comunitários. E agora essas pessoas estão passando por uma capacitação, tudo dentro da metodologia do nosso programa, que é voltada para a parte colaborativa”, explica a coordenadora.

Uma das líderes comunitárias do bairro Estação é a moradora, Maria Janete Bernardes Francisco, que está envolvida diretamente na criação da praça durante toda a última semana. “Eu trabalho no bairro Estação já há quatro anos, e quando surgiu essa oportunidade, nós buscamos fazer algo pelo bairro, uma área de lazer para a comunidade”, comenta Janete. Para ela, a sensação de estar ajudando é gratificante. “É muito bom quando temos a possibilidade de fazer alguma coisa em prol da comunidade”, conclui.

Jaina Scotto é voluntária da John Deere, e para ela o exemplo deve começar primeiro por si. “Eu sou voluntária com os animais há mais de 17 anos e eu vi que ser voluntária de animais é enxugar gelo, porque a gente precisa mudar primeiro as pessoas e para isso temos que dar o exemplo”, relata.

Deixe seu comentário