A granja que conta atualmente com 7 mil aves, cativou os pequenos e os seus acompanhantes

Criançada visitou a granja Kranz e aprendeu sobre o tratamento com as galinhas

Um trabalho que começou a partir das cores primárias, em especial com o amarelo, chamou a atenção da criançada do Maternal I da EMEI Gente Miúda, para os ovos da galinha. Com o objetivo de ver como ocorre a produção dos ovos na prática, a turma foi conhecer a granja Kranz, em Alfama.

Júlia Becker Lenz com a pequena Theodora Becker Lenz em um dos aviários

Ao total foram 10 crianças junto com os seus acompanhantes e a professora. Na chegada todos já foram correndo em direção aos aviários, com o brilho nos olhos, alguns com mais receio e outros mais soltos e sem medo. “O nosso projeto científico desse ano é sobre os ovos das galinha, foi um tema que surgiu quando a gente começou o ano letivo, em que trabalhamos com as cores primárias. Começamos com o amarelo e eu levei para a sala de aula cinco pintinhos de verdade, amarelinhos, e eles gostaram do assunto”, explica a professora Carini Ramos.

A turma ficou cada vez mais interessada no assunto e chegaram a conhecer vários tipos de ovos, como de avestruz, de pato e de garnizé. “Começamos a ver sobre a casca, os tamanhos, e ver a importância do ovo na alimentação, tudo na linguagem deles, porque eles são pequeninhos”, fala Carini. Ela relata que todos estavam mega ansiosos para o passeio e se diz feliz pelo aprendizado novo dos alunos.

Os pequenos foram divididos em dois grupos para visitar as tão esperadas galinhas. O dono da granja, Felipe Kranz, foi quem explicou o dia a dia do trabalho e oportunizou para os alunos a colheita dos ovos. “Já é o terceiro colégio que fazemos essa parceria. É um trabalho social que a gente está gostando muito. O sentimento é gratificante, porque elas ficam contentes, é uma coisa nova”, fala Felipe.

Após a colheita dos ovos realizada pelas crianças,
o consumo será em preparações feitas na escola

As crianças ainda receberam um brinde, bolachinhas em forma de galinha para elas comerem depois. Além disso, todos os ovos colhidos por elas serão consumidos depois em sala de aula.

Diversão para adultos e crianças
A visita foi interessante não só para os pequenos, mas os acompanhantes também saíram realizados. Gabriela da Fontoura, mãe da Augusta da Fontoura Bonato, relata que a visita foi muito legal e que a filha só falava do passeio. “É bem legal para eles conhecerem a granja, já que eles estavam trabalhando o assunto na escolinha também. A gente sempre conversou sobre o projeto, e ela se divertiu bastante. Augusta, de apenas 3 anos de idade, afirmou que adorou o passeio.

Augusta da Fontoura Bonato e a mãe, Gabriela da Fontoura, com um dos ovos colhidos pela menina

A experiência não foi diferente para a pequena Theodora Becker Lenz, de 2 anos, que estava só sorrisos. “O passeio foi muito legal, gosto muito das galinhas vermelhas”, disse ela. A mãe, Júlia Becker Lenz, diz que o passeio foi muito benéfico. “Essa vivência com a natureza está sendo muito boa, está até despertando uma curiosidade que ela não tinha”, fala a mãe.

Deixe seu comentário