Foto: Prefeitura de Montenegro

O Parque Centenário de Montenegro voltará a ficar interditado para o público e a permanência de pessoas em áreas públicas da cidade, como o entorno da Estação da Cultura, o Cais do Porto e praças, está proibida. A determinação foi feita nesta quinta-feira, dia 25, pelo prefeito Gustavo Zanatta, por meio do decreto de número 8.274. A decisão leva em conta a elevada taxa de transmissão do novo coronavírus em Montenegro.

O prefeito lamenta que haja a necessidade de se fazer as proibições, mas lembra que é preciso pelo bem de toda a comunidade. “Este é um momento de sacrifícios e de empatia, de se cuidar e de cuidar dos outros. Com os leitos dos hospitais lotados, qualquer um está correndo risco de morte, ainda que seu problema de saúde não seja a Covid-19”, enfatiza Zanatta. “Quanto mais os montenegrinos colaborarem, mais cedo poderemos rever a situação”, reforça.

O Parque Centenário, por exemplo, havia sido reaberto em outubro, depois de quatro meses fechado devido à pandemia, porém diversas aglomerações foram registradas no local nas últimas semanas. O Executivo explica que no final de semana as operações de fiscalização que vem sendo realizada na cidade serão ainda mais intensas para coibir o descumprimento do decreto.

Além das ações realizadas pela Defesa Civil e Guarda Municipal de orientação e dispersão de aglomerações, uma equipe da Diretoria de Fiscalização de Obras e Posturas, juntamente com a Guarda Municipal, está visitando estabelecimentos para observar se as regras da bandeira vermelha do sistema de Distanciamento Controlado estão sendo cumpridas. Responsáveis pelo setor destacam que, neste momento, a medida é de orientação, no entanto, as empresas que não se adequarem, nos próximos dias, poderão receber autuações.

Na noite desta quarta-feira, dia 24, a operação conjunta da Guarda Municipal e Defesa Civil teve foco na dispersão de aglomerações em diferentes locais. Os profissionais do poder público realizaram a orientação de populares em quatro praças da cidade e no Porto das Laranjeiras. Neste ponto, inclusive, havia um grande número de pessoas pescando. Elas foram orientadas a deixar o local, no entanto, algumas se recusaram inicialmente. Só com muita insistência que esses populares atenderam a ordem.

A operação seguiu orientando o comércio sobre o horário de funcionamento até às 20h. Ontem, foram visitados quatro empreendimentos de venda de lanches e comida e um salão de beleza.

Deixe seu comentário