Em Montenegro centenas de estudantes participam das ações do Proerd Foto: arquivo Jornal Ibiá

POR uma sociedade melhor. Cerca de 300 estudantes de Montenegro se formaram no Proerd

Pensar antes de agir e seguir exemplos para não cometer erros é fundamental para quem quer se tornar um cidadão de bem e viver longe das drogas. O Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd), desenvolvido por policiais da Brigada Militar, propõe reflexões para que desde pequenos, meninos e meninas saibam o que é melhor para si.

Na noite dessa quarta-feira, 26, o programa formou em torno de 300 dos 415 alunos das 11 escolas de Montenegro que participam da iniciativa. A noite foi marcada por premiações e também pelo sentimento de dever cumprido, que tomou conta da soldado Daina da Silva Brand, instrutora do Proerd, do 5º Batalhão da Polícia Militar 5º BPM.

A noite gelada foi aquecida pelo calor humano que tomou conta do Ginásio do Sesi, local onde ocorreu a formatura do Proerd. O amplo espaço ficou lotado por pais, amigos, professores e colegas dos formandos. Elisângela da Rosa foi acompanhar a formatura do filho Samuel Corrêa Soares, de 10 anos aluno do 5º ano da Escola Tanac. A mãe destaca desde que começou a participar das aulas do Proerd, Samuel passou a demonstrar mais interesse e levantar questionamentos. “Ele começou a se interessar mais em saber o que é certo ou errado. Descobriu que crianças da idade dele já estão usando e passou a refletir sobre isso”, conta.

Fátima Cardoso é mãe de sete filhos, todos já passaram pelas experiências do programa. A última a se formar é Maria Eduarda Cardoso dos Santos de 11 anos. A estudante ouvia as histórias dos irmãos e aguardava ansiosa para ter a própria oportunidade de participar. O entusiasmo da menina trouxe resultados positivos, afirma a mãe dela. “Ela passou a ter mais comprometimento com as aulas. Ela presta a atenção no que a professora fala e não falta mais. Mudou bastante”, afirma.

Renata de Andrade mãe do Juliano de Oliveira, estudante do Instituto de Educação São José, acredita que os diálogos iniciados na escola são fundamentais para evitar, que na fase da adolescência haja envolvimento com o mundo das drogas.“Eu vi que ele se interessou mais em saber o que são as drogas e tivemos que passar a conversar mais sobre o assunto. Acho o programa excelente, é muito importante as crianças terem esse contato, saber como as coisas acontecem”, sublinha.

Gustavo Rangel ao lado da mãe Carla Rangel demonstra orgulho e satisfação em ter feito parte do Proerd

Situada em uma área próximo a conhecidos pontos de venda e uso de drogas, a Escola Municipal de Ensino Fundamental José Pedro Steigleder (JPS) tem no Proerd uma importante ferramenta para trabalhar a prevenção. Duas turmas do 5º ano se foram atendidas pelas atividades. “Eu acho muito importante. Aqui é uma zona de muito risco do uso da droga. Eles levam o Proerd para a vida toda, o aprendizado deles é muito importante”, salienta a diretora da Marília Roehe.

Gustavo Rangel de 11 anos é um dos estudantes da JPS que aprendeu muita coisa interessante com as aulas do Proerd. “Eu aprendi que a gente não pode usar drogas, não pode aceitar nada de pessoas estranhas, que drogas fazem mal para nosso pulmão, e pra mente também”, explica. O filho enche de orgulho a mãe Carla Rangel. “Ele sempre foi bem focado na escola. Depois que ele começou a fazer esse curso passou a falar bastante sobre isso em casa, sobre certas atitudes que os colegas têm e ele não acha legal”, conclui.

A noite também foi marcada pela premiação das melhores redações dos estudantes, sorteio de brindes e presença do mascote do programa, que animou a noite.

O que é o Proerd
O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, Escola e a Família, tendo como missão e visão ensinar aos estudantes habilidades para tomada de boas decisões, para ajudá-los a conduzir suas vidas de maneira segura e saudável.Também objetiva capacitar os jovens para respeitar os outros e para escolherem conduzir suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.

O programa estabelece uma linha de comunicação entre a Polícia Militar e os jovens estudantes. Abre e diálogo permanente entre a Escola, a Polícia Militar e a Família, para discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.

Escolas que integram o Proerd em Montenegro
Escola Estadual Ensino Médio Delfina Dias Ferraz
Escola Municipal de Ensino Fundamental José Pedro Steigleder
Escola Municipal de Ensino Fundamental  Pedro João Muller
Escola Estadual de Ensino Fundamental  Tanac
Escola Municipal de Ensino Fundamental  Walter Belian
Escola Estadual de Ensino Fundamental Januário Corrêa
Escola Estadual de Ensino Fundamental Yara Ferraz Gaia

Colégio Estadual Ivo Büller
Instituto de Educação São José
Escola Estadual de Ensino Fundamental  Manoel de Souza Moraes
Escola Estadual de Ensino Fundamental Aurélio Porto

Deixe seu comentário