Carreta que vinha do Paraná não levava carga normal. Fotos: PRF

Foram dois flagrantes realizados no fim da noite desta segunda-feira, dia 02, inclusive com perseguição pelas rodovias da região metropolitana. Os policiais rodoviários federais apreenderam 314 quilos de cocaína transportados em uma carreta e em uma camioneta, e três suspeitos pelo transporte foram presos.

Na primeira ocorrência, por volta das 22h30, os agentes deram ordem de parada ao condutor de um caminhão com placas do Paraná, que adentrava na BR-448. Ele não obedeceu e iniciou fuga, trancando a passagem da viatura policial. Outra viatura fez então posicionada já na BR-116, em Canoas. Com o trânsito bloqueado, o condutor foi obrigado a parar. Ao revistar a cabine do veículo, ele mesmo apontou aos policiais um fundo falso, com cerca de 300 quilos de cocaína.

Durante o desenrolar da primeira ocorrência, uma terceira equipe da PRF abordou uma Sportage, com placas de São Paulo, que transitava pela BR-386, em Montenegro. Os dois ocupantes do veículo apresentaram nervosismo desproporcional. Durante a revista minuciosa, os policiais desconfiaram de danos no painel da SUV. Ao realizar a desmontagem, encontraram um compartimento secreto carregado com cerca de 14 quilos de cocaína.

Coincidência. PRF não trabalha com hipótese de relação entre os dois casos

O condutor da carreta, um gaúcho de 47 anos, e os ocupantes da camioneta, dois paranaenses de 23 e 27 anos, disseram que haviam sido pagos para trazer o entorpecente do Paraguai para a região metropolitana de Porto Alegre. Eles foram presos por tráfico internacional de drogas e conduzidos para a Polícia Federal juntamente com os veículos e a cocaína.

Deixe seu comentário