Foto: Brigada Militar

Foi presa em Caxias do Sul na noite dessa terça-feira,14, uma mulher de 22 anos que usou imagens da identidade pessoal e funcional de um policial militar para praticar crimes de estelionato em São Sebastião do Caí. A prisão aconteceu no bairro Desvio Rizzo, durante uma operação conjunta dos setores de  inteligência do Vale do Cai, do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Caxias do Sul e do 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Farroupilha.

Segundo a polícia, o marido da jovem ajudava nos golpes. O homem cumpre pena no Presídio Regional de Caxias, de onde articulava os golpes e a mulher efetuava compras em São Sebastião do Caí, usando os documentos do policial.

Nessa terça-feira, ela tentou comprar uma motocicleta com o golpe do falso depósito. A

polícia teve acesso às informações e conseguiu flagrar a golpista no momento em que  entregava o dinheiro ao motorista do guincho que transportava o veículo.

A polícia alerta ainda sobre outro golpe, no qual indivíduos ligam ou encaminham mensagens de aplicativos, de dentro de presídios, solicitando recarga para celulares de supostos policiais militares.  O objetivo do trote é justamente a recarga de celular. No mês de junho, um criminoso se identificou por telefone como policial militar e solicitou a estabelecimentos comerciais de São Sebastião do Caí e da Feliz a entrega de lanches. Na ligação, o golpista também pediu para que os motoboys passassem em uma farmácia para comprar remédios e efetuar recargas de telefone celular.

Foto: BM

A polícia também alerta a população que os golpistas têm usado dados de policiais para que as pessoas não desconfiem na hora de negociar pelas redes sociais. É preciso conferir os dados e se o dinheiro entrou na conta antes de entregar o que foi vendido. Geralmente, os estelionatários marcam as entregas para finais de semana, à noite e em locais isolados.

Deixe seu comentário