O assunto foi tratado na manhã desta quarta-feira, dia 13, no Palácio Rio Branco. Foto: ACOM Prefeitura de Montenegro

A Prefeitura de Montenegro e Susepe avaliam aumentar de 34 para 50 o número de albergados que trabalham na limpeza e espaços públicos na cidade. O assunto foi tratado pelo prefeito Gustavo Zanatta com o diretor do Instituto Penal de Montenegro (IPM), Nairo Resta Ferreira, e o vice-diretor, Geverson Porciúncula, durante reunião no Palácio Rio Branco, nesta quarta-feira, dia 13.

Prefeitura e Susepe querem fortalecer a parceria entre as instituições para dar continuidade ao Protocolo de Ação Conjunta (PAC), que possibilita a contratação de mão de obra dos apenados do regime semiaberto. Atualmente, 34 albergados atuam na Diretoria de Limpeza Pública, junto à Secretaria Municipal de Viação e Serviços Urbanos (SMVSU), realizando atividades como capina, roçada, varrição, e outros, nas ruas e áreas verdes da cidade. Eles recebem 75% do salário mínimo por mês (R$ 825,00) para fazer o trabalho e obter a redução de suas penas, à razão de um dia para cada três trabalhados.

O objetivo, segundo os representantes do órgão estadual, é aumentar o número de trabalhadores para 50. Segundo Nairo, o IPM está satisfeito com a parceria, pois todos saem ganhando. Além de ser um reforço na limpeza do município, a cedência de albergados também é uma boa forma de inserção social.

 

Deixe seu comentário