É na Estação da Cultura que ficara a casa do coelhinho da Páscoa

A Prefeitura de Montenegro, por meio da secretaria municipal de Educação e Cultura, lançou a programação especial de Páscoa do Município. Serão cinco dias de atividades, com início na próxima segunda-feira, 11, organizadas em parceria com o Sesc. Dentre as atrações, estão atividades voltadas aos alunos da rede municipal e também a Casa do Coelho, aberta na Estação da Cultura com o apoio do Atelier Suzete Primaz e da Associação Montenegrina de Artistas. “Estamos unindo forças para dar aos montenegrinos uma programação intensa e de qualidade”, salienta a diretora Departamento de Cultura, Mara Ribeiro.

Veja a programação:

Segunda-feira – Peça “O Coelho e o Menino da Páscoa”, da Companhia Teatro Social, na Estação da Cultura. Serão seis sessões voltadas a turmas de estudantes da rede municipal às 8h30, 9h30h 10h30h 13h30, 14h30 e 15h30;

Terça-feira – “Trilha Pascoalina” com a Tribu Di Arteiros na Estação da Cultura. Atividade para turmas de estudantes da rede municipal às 9h e às 14h;

Quarta-feira – Segundo dia de “Trilha Pascoalina” com a Tribu Di Arteiros na Estação da Cultura. Atividade para turmas de estudantes da rede municipal às 9h e às 14h;

Quinta-feira – “Tricotando Histórias com Vovó Dendéia”, com a Companhia de Teatro Renascença, às 9h na Praça Timbaúva e às 14h na Praça Rui Barbosa;

Sexta-feira – Concerto de Páscoa na Catedral São João Batista com o Conjunto Instrumental Montenegro e do Coral Vozes, às 20h;

A Casa do Coelho, na Estação da Cultura, ficará aberta à comunidade das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30 na segunda, na terça e na quarta-feira.

Sem nova decoração

A Prefeitura vinha buscando, através de processo licitatório, contratar a confecção de uma nova decoração de Páscoa para a cidade. A primeira licitação, lançada no fim de fevereiro, porém, não registrou interessados. A segunda ficou aberta até o último dia 31 e, conforme o diretor do Departamento de Turismo, Jaime Buttenbender, também foi frustrada. Duas organizações chegaram a se habilitar para fornecer o serviço, mas não conseguiram apresentar a documentação necessária para a habilitação. “Vamos aguardar mais um tempo agora, depois lançar novamente a licitação com bastante antecedência para a Páscoa dos 150 anos”, projeta o diretor. Segundo ele, agora serão usados na decoração da cidade alguns enfeites que o Município já tinha de anos anteriores.

Deixe seu comentário