O prefeito Oregino José Francisco, 63 anos, falecido na manhã deste domingo, 22, estava na sua terceira gestão no município de Pareci Novo. Ele foi comandante do Executivo de 2005 a 2012, retornando ao comando da Administração Municipal em 2017, em que era prefeito até os dias atuais. Atualmente, ele também era o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc).

Casado com a vereadora Maria Lourdes Francisco e pai de um casal de filhos. Ele ingressou na vida pública em 1999, concorrendo a vice-prefeito na chapa de Jorge Renato Hoerlle. Quatro anos depois conquistou o primeiro mandato como chefe do Executivo em Pareci Novo, obtendo a reeleição em 2008. Presidente da Amvarc, Oregino acreditava que a articulação das cidades é capaz de conquistar melhorias para o Vale do Caí, priorizando como pauta o Plano de Contenção de Cheias. Ultimamente, andava engajado também com a construção de uma ponte para ligar Pareci Novo e São Sebastião do Caí.

Foi uma importante figura em relação à Transcitrus, durante os primeiros mandados. Na gestão atual, teve como realizações a construção da Rua Coberta, que fica entre a Praça Municipal Miguel Arraes e o Seminário São José, além da Casa do Produtor Rural. Adquiriu também uma verba para o restauro do Seminário São José. “Exigente consigo, também cobrava resultado em todas as áreas da administração. Gostava de ver as coisas acontecendo. Entendia que a população tinha o direito de ser atendida nas suas necessidades”, informa a assessoria da Prefeitura de Pareci Novo, em sua página nas redes sociais.

Antes de ingressar na vida política, Oregino era músico, atividade que nunca deixou de lado. Segundo o texto publicado pela assessoria, “Oregino nunca abandonou a paixão pela música. Na prefeitura, era marca sua receber os visitantes se apresentando com o bandonion. E mesmo em outros espaços, gostava de mostrar o quando a música ainda o acompanhava.”.

A secretária municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Ilsandra Hilgert Fell, trabalhou aproximadamente 18 anos com Oregino, no período que ele esteve fora do Executivo, ambos tiveram uma empresa de assessoria juntos. Ilsandra conta que o prefeito estava muito contente, principalmente pela reforma e restauração do Seminário São José. “Ele sempre dizia que tinha uma missão na vida dele. Depois que ele conseguisse isso, o processo de restauro do seminário, ele estaria com a missão comprida”, comenta. A secretária comenta que Oregino sempre foi uma pessoa muito agitada, querendo atender e cuidar de todos. “Tenho um carinho muito grande por ele. Ele não era meu chefe, era meu pai”, finaliza.

Em março, Oregino até cogitou ingressar como candidato nas eleições de Montenegro, confirmando que não pretendia mais concorrer em agosto. Uma das perspectivas era de concorrer à reeleição em Pareci Novo.

O velório de Oregino acontece a partir das 16h deste domingo, 22, no Ginásio Municipal Armin Adolfo Heldt e deve contar com a presença de lideranças políticas da região e do Estado. Na segunda-feira, 23, a partir das 9h, inicia-se a missa no ginásio e, posteriormente, será feito o cortejo com o caminhão do Corpo de Bombeiros pelo Centro da Cidade. No pórtico, ele será novamente colocado em carro fúnebre e será encaminhado até Brochier, onde será o sepultamento. O enterro está previsto para as 11h15min desta segunda-feira.

O vice-prefeito, Alexandre Barth assumirá o executivo de Pareci Novo.

Deixe seu comentário