Polícia, Estelionato, Nova Prata, Carga de pedra, Bairro São Paulo
Foto: PC/Divulgação

Agentes da Polícia Civil conseguiram recuperar nesta manhã uma carga de pedra avaliada em R$ 8,5 mil em ofensiva feita nos bairros Centro, São Paulo e Ferroviário. Um comerciante, de 34 anos, natural de São Lourenço do Sul, e um funcionário, de 25 anos, de Montenegro, foram detidos na operação The Rock, levados para prestarem depoimentos na 1ª DP e liberados na sequência. Eles responderão por estelionato.

O crime começou a ser praticado na segunda-feira, quando o proprietário de uma loja de piso e revestimento recebeu no bairro São Paulo uma carga de 120 metros quadrados de pedra de uma pedreira de Nova Prata. A compra foi feita mediante nome falso e com um cheque clonado, sendo que a conta original pertence a uma pessoa do Nordeste.

Ainda nesta semana, o comerciante fez outra vítima, também em Nova Prata, com nova encomenda para ser entregue em Montenegro. O proprietário da primeira pedreira avisou o colega, que acionou a Polícia do Vale do Caí. Nesta manhã, quando a carga ia ser entregue os policiais agiram.

A primeira carga recebida foi negociada em Montenegro em apenas duas horas, tendo sido levada para o bairro Ferroviário. O chefe de investigações da 1ª DP, Alisson Castilhos, saudou o resultado da operação e garante que quem comprou a carga do comerciante local são pessoas de boa fé dispostas a fazer o ressarcimento do prejuízo ao grupo da Serra.

De acordo com a Polícia, o funcionário relatou os acontecimentos como ocorreram, enquanto o comerciante local disse que só falaria em juízo. O comerciante tem antecedentes por crimes de trânsito, com a elaboração de Termos Circunstanciados. Já o funcionário tem contra si duas ocorrências de trânsito e uma violência doméstica. O prejuízo total alcança R$ 17 mil.

Polícia, Estelionato, Nova Prata, Carga de pedra, Bairro São Paulo
Foto: PC/Divulgação

 

Deixe seu comentário