Foto: ACOM/Prefeitura de Montenegro

A Penitenciária Estadual Agente Jair Fiorin (PMEM), de Montenegro, contabiliza até o momento quatro casos de detentos que foram contaminados pelo novo coronavírus. Para evitar que o número aumente, a casa prisional trabalha diretrizes para prevenção.

Nesta semana, uma reunião do diretor da PMEM, Edson Neves, com a secretária de Saúde, Cristina Reinheimer, tratou sobre temas como o avanço do planejamento preventivo ao coronavírus, e da ampliação e melhorias nos serviços prestados na Unidade Básica de Saúde administrada pelo Município dentro da casa prisional.

Outro tema debatido foi a liberação de mais equipes de saúde para atendimento na PMEM. Atualmente, há um grupo atuando no local, composto por psiquiatra, médico clínico, enfermeiro, três técnicos em enfermagem, dois odontólogos e um auxiliar. Outro já está cadastrado, mas ainda necessita de liberação por parte do Poder Judiciário.

As equipes de ambas as instituições, presentes ao encontro, avaliaram positivamente o impacto das ações de prevenção a Covid-19 realizadas ao longo de 2020, além dos demais serviços de saúde prestados aos apenados. Além de tratar dos fluxos já existentes, a direção da prisão propôs novas atividades para esse ano junto ao poder público.

Deixe seu comentário