No site da PM (www.brigadamilitar.rs.gov.br) o link Brigada Orienta avisa: “Nunca dê caronas a estranhos” Foto: Ilustração Internet

Atenção. Estradas não são mais seguras para se praticar a solidariedade

Há tempos que os brasileiros não podem mais exercer a solidariedade nas estradas, dando carona para desconhecidos. Aqui no Vale do Caí ultimamente estão sendo registradas ocorrências nas quais o criminoso rende a vítima que parou para lhe dar carona. Esse verdadeiro golpe, que usa da boa fé, se repetiu no início da tarde do último sábado, em Triunfo.

O condutor Elio José de Lima, 57 anos, se deslocava ao volante do GM Kadett (cor prata e placas de Esteio) em direção a Montenegro, pela estrada geral na localidade de Fazenda Barbosa (Quebra Teia). Em determinado ponto, ele avistou um homem com cerca de 50 anos pedindo carona em uma parada de ônibus.

Lima já havia passado quando resolveu retornar e oferecer ajuda. Neste momento, dois outros indivíduos, esses armados, saltaram do matagal atrás do abrigo. O motorista e outros três caronas foram rendidos. Além do Kadett, o trio levou uma série de bens das vítimas, incluindo celulares, relógios, documentos e bolsas.

Um dos ladrões ainda prometeu que o morador de Triunfo iria reaver seu carro. Pois ele manteve sua “palavra” e em torno das 23 horas do no mesmo dia o veículo foi encontrado em Montenegro. Um morador da localidade de Faxinal informou a Brigada Militar (BM) que um Kadett obstruía sua entrada da garagem, às margens da BR-470, perto da Comex.

Nesta semana, ao ir ao guincho do Detran na Fortaleza para reaver seu bem, a vítima constatou que no interior haviam sido abandonados alguns itens que não lhe pertencem. Havia carimbos e talões de notas de um mercado, além de uma caneta especial para detectar notas falsas e vários elásticos. Esses objetos, apreendidos pela Polícia Civil (PC), deixam a suspeita de que o carro foi usado para prática de outros crimes.

Outros crimes
Em abril, dois roubos de veículo ocorreram em comunidades do interior de Montenegro, ambos na mesma tarde de sexta-feira. Novamente envolviam um homem de meia idade. No primeiro caso, o agricultor parou seu Fiat Uno para dar carona ao sujeito, em Campo do Meio. Logo após iniciar a viagem, o criminoso anunciou o assalto e exigiu os bens da vítima. Ele assumiu o volante do carro, mas não foi muito longe, pois o Fiat tinha sistema corta-corrente. No outro caso, cerca de 20 minutos depois, um morador da zona rural foi rendido pelo sujeito armado que parou no meio da estrada, em Santos Reis.

Deixe seu comentário