Foto: Patram Montenegro
Foto: Patram Montenegro

A Patrulha Ambiental da Brigada Militar realizou uma operação no rio Caí e em parte do Rio Jacuí, durante toda a quarta-feira (11). Durante a fiscalização, foram apreendidos 2,7 mil metros de redes de pesca e malhas predatória posicionadas em desacordo com a legislação ambiental vigente.

Foto: Patram Montenegro

De acordo com as informações da Patram, foram soltos cerca de 100 exemplares de peixes, que ainda estavam vivos. Entre os animais, haviam exemplares como Pintado, Jundiá, Traíra e Piava. Foram realizadas abordagens, mas não houve prisões.

A operação de fiscalização ocorreu após a Patram receber denúncias de que havia pesca predatória na região.

Quase 40 aves apreendidas

Foto: Patram Montenegro

Na semana passada, outra operação de combate a crimes contra a fauna resultou na apreensão de quase 40 aves silvestres, que estavam sendo criadas em desacordo com a lei ambiental. Essas apreensões ocorreram na Vendinha, interior de Montenegro, e também no município de Maratá.

Entre as espécies resgatadas estavam dois papagaios, criados irregularmente. Após serem avaliados, os animais que haviam sido capturados há pouco tempo e ainda tinham condições de voltar para seu habitat natural, foram soltos. Os demais, foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, em Porto Alegre.

O telefone para denúncias junto à Patram Montenegro é 3649-9558.

Dois papagaios estavam entre as espécies apreendidas na semana passada. Foto: Patram Montenegro

Deixe seu comentário