Também parte das celebrações, alguns dos amigos de Lavínia realizaram um buzinaço em frente à sua casa

Na data do aniversário, Lavínia ganha dia especial de familiares e amigos

O ano de 2020 deveria ser de muitas comemorações. O que ninguém esperava era que novo coronavírus mudaria muitos planos, inclusive o grande sonho da montenegrina Lavínia Gehrke da Silva. Ela contava com a esperada festa de 15 anos, que precisou ser cancelada em razão da pandemia. Planejada desde outubro de 2019, a celebração ocorreria no último dia 22 de julho. Mesmo assim, pais e amigos acharam um jeitinho de tornar o dia especial para aniversariante.

O pai, Marcelo da Silva, conta que quando tudo já estava sendo programado, a pandemia chegou, decepcionando a família. “Ela e a mãe ficaram muito tristes, principalmente a mãe. No início a Lavínia não aparentou estar muito chateada, talvez até por esperança de que essa situação acabasse”, opina. Mas com a situação piorando em relação à Covid-19, em março o martelo foi batido: não teria como realizar a festa. “Porque vimos que já estavam cancelando festas de julho, agosto”, acrescenta o pai. Só aí Lavínia entendeu a real situação. Marcelo conta que esse momento foi complicado. “Ela dizia que era só com ela que acontecia isso, que justo no ano dos 15 (anos) foi ter essa pandemia”, afirma.

A partir daí, a família decidiu não deixar o dia tão esperado passar em branco. Foi aí que a programação começou a se desenvolver. Juntamente com alguns amigos de Lavínia, o pai, a mãe Priscilla Gehrke e irmão Gabriel Salazar da Silva começaram a ter ideias para propor um dia especial à debutante, mas claro, como surpresa.

Um dia muito especial

O pai conta que a programação do grande dia começou à meia noite da data de aniversário. “Invadimos o quarto dela cantando parabéns”, relembra. Apenas a família participou desse momento. Pela manhã, as felicitações seguiram, com direito a café na cama e tudo! Ao meio dia, Lavínia escolheu o almoço. Mais tarde, quando a aniversariante poderia achar que as comemorações haviam terminado, alguns amigos a surpreenderam com buzinaço em frente à casa da família. “Nesse momento, já estávamos com o bolo escondido na garagem para servir a eles”, conta o pai. À noite, o prato favorito de Lavínia foi servido, mas de um jeito bem especial: Um bolo de sushi.

Pensa que depois da janta a noite acabou? Não mesmo. E haja coração porque provavelmente esse foi o momento mais especial do dia. Junto com Lavínia, Marcelo também tinha um sonho: A famosa valsa dos 15 anos. Foi assim que a sala de casa virou um legítimo palco. Pai, mãe, irmão e até a irmã Betina, de apenas três anos, se vestiram à caráter assim como Lavínia e a valsa não era mais um sonho. “Colocamos para tocar na TV. Ela não acreditava. Eu não poderia deixar passar esse momento com a Lavínia. Ela é a minha princesa que está crescendo. Eu sempre fiz questão de estar presente em todos os momentos da vida dela, então, foi de muita emoção”, conta Marcelo.

Dia especial da menina teve direito até a café na cama e a tradicional valsa dos 15. Fotos: arquivo familiar

Sentimento de amor e gratidão

Lavínia transborda gratidão. Para ela, o dia foi inesquecível. “Foi muito especial. Considero o melhor aniversário de todos, mesmo sem meus amigos e demais familiares. Eu fiquei muito feliz porque eles literalmente fizeram de tudo para eu me sentir bem comigo mesma e para mostrar que tudo é possível. Foi muito importante o que eles fizeram para mim: tirar o tempo deles para me animar e deixar meu dia melhor ainda com uma surpresa atrás da outra”, pontua.

A menina ficou realizada com tudo que foi programado, mas destaca dois momentos muito especiais. “Com certeza quando eles chamaram meus amigos e avós para fazer um buzinaço. Além de dividirem esse dia entre nós cinco da família, eles ainda dividiram com outras pessoas que eu também amo demais. E a valsa. Eu ri a maior parte do tempo sem acreditar no que estava acontecendo”, afirma.

O propósito da família e amigos foi cumprido. Lavínia só tem a agradecer e conta que faz questão de fazer isso. “Já chorei muito agradecendo isso à minha mãe também, porque ela não sabia se eu tinha gostado desse dia. Acho que tanto ela quanto meu pai e irmãos merecem saber que esse dia foi incrível e nada teria acontecido sem eles. Eu agradeço demais por ter eles na minha vida e por fazerem uma grande parte de mim. Fazem meu dia ficar melhor. Eu amo muito todos”, finaliza.

Recado é direto: Tudo vai passar!
Lavínia deixa uma mensagem às meninas que tiveram ou terão que desmarcar a tão sonhada festa de 15 anos: Vai passar. “Todo esse sonho que muitas têm ainda vai acontecer, mas claro não do jeito que queríamos. Só que de um jeito muito mais especial. Falando assim nem parece que chorava horrores a duas ou três semanas atrás sem parar. Mas agora foi, sim, o meu melhor aniversário”.

Deixe seu comentário