FOTO: ARQUIVO/JORNAL IBIÁ

A secretaria de Saúde de Capela de Santana confirmou nessa quinta-feira, 28 de maio, o primeiro caso de Covid-19 do Município. Em vídeo divulgado nas redes sociais, a equipe da pasta explicou que o paciente infectado trabalha em Montenegro. No fim da tarde dessa sexta-feira, 29, a reportagem do Ibiá recebeu a confirmação de que ele é empregado da JBS Aves.

O homem, cuja idade não foi divulgada, foi testado pela secretaria de Saúde de Montenegro na última segunda-feira, 25 de maio. Segundo a coordenadora de atenção básica de Capela de Santana, Jordana Mattos, sua secretaria só foi saber do caso após manifestações de cidadãos em rede social que falavam de um munícipe com a doença. Fazendo o caminho contrário, a Prefeitura foi atrás da JBS e, dela, recebeu as informações.

Jordana conta que o doente foi testado junto da namorada, que reside em Montenegro, e teria dado o endereço incorreto aos agentes de saúde que fizeram a testagem. “Por isso que a notificação toda contabilizou por Montenegro. Hoje (28) que o Município foi informado que esse paciente reside no Município”, fala a coordenadora, no vídeo publicado.

A Prefeitura de Montenegro, porém, nega a possibilidade de que o paciente já esteja contabilizado entre os 60 casos de montenegrinos com a doença.

Em nota, a secretaria de Saúde de Montenegro explicou que faz monitoramento diário das empresas que têm mais de 50 funcionários. Isso é parte do protocolo de acompanhamento de possíveis surtos. “Esse caso foi detectado exatamente por essa ação de monitoramento. Ainda, importante destacar que as orientações na empresa já haviam sido feitas anteriormente ao caso e seguem sendo mantidas”, coloca o material enviado à reportagem.

A confirmação de que o paciente de Capela trabalha no frigorífico veio da própria JBS, através de sua assessoria de comunicação.

Questionada, a organização garantiu que fez a total desinfecção das áreas comuns da planta e de onde o profissional trabalhava. “Esse protocolo foi imediatamente aplicado tão logo a empresa teve a confirmação do primeiro e único caso de Covid-19 em sua unidade de Montenegro. A empresa seguiu seu protocolo, afastando imediatamente o colaborador – com total atendimento e apoio integral até o seu pronto restabelecimento, – além de promover a busca ativa por contactantes, que seguem afastados preventivamente para observação”, escreveu, em nota.

A reportagem do Ibiá conversou com um funcionário do frigorífico, que afirmou já saber do colega doente. Pedindo para não ser identificado, o trabalhador falou da preocupação de mais gente estar contaminada. “Eu me preocupo com todos. Todos temos famílias”, comentou. A empresa emprega cerca de 2 mil pessoas.

No material enviado, a JBS garante que “a saúde de seus colaboradores é sua prioridade absoluta e, desde o início da pandemia no Brasil, tem se pautado pelo absoluto foco na segurança e proteção dos seus colaboradores no enfrentamento à Covid-19 em suas unidades”.

A organização lista uma série de ações em prática, como o controle de temperatura no acesso às plantas, o reforço das higienizações pessoais e das instalações, os protocolos de distanciamento para evitar aglomerações e o uso dos equipamentos de proteção individual como exemplos.

Casos de coronavírus em frigoríficos vêm alarmando o Rio Grande do Sul há semanas. 23, no Estado, chegaram a registrar surtos da doença. Segundo o Ministério Público do Trabalho, um terço dos mais de 8 mil casos de coronavírus confirmados entre os gaúchos está relacionado com colaboradores de empresas do segmento. Há unidades, como a da própria JBS, em Passo Fundo, que chegaram a ficar interditadas até que a disseminação da doença entre funcionários pudesse ser controlada.

Sobre o paciente de Capela de Santana, a secretaria de Saúde informou que está buscando seus familiares para monitoramento. Dois destes já foram testados e o resultado deu negativo.

Deixe seu comentário