(Foto: Polícia Civil)

Nesta sexta-feira (5), a Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN), do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), deflagrou a Operação Overdose e realizou a maior apreensão de ecstasy da história da Polícia Civil do Rio Grande do Sul. No total, foram 10 mil comprimidos apreendidos que seriam utilizados em festas e eventos no litoral gaúcho.

A droga era transportada por uma mulher de 21 anos, e, após monitoramento de vários sistemas de transporte, a investigada foi presa em flagrante no terminal rodoviário do litoral norte. A ação fez parte da permanente Operação Noturna que funciona com ações constantes relacionadas ao tráfico de drogas sintéticas em eventos e festas de Porto Alegre, Região Metropolitana e Litoral Norte, durante a Operação Verão 2018.

Os coordenadores foram os delegados Guilherme Calderipe e Thiago Lacerda, da investigação e ação respectivamente. Além deles, o delegado regional do Litoral Norte, Heraldo Guerreiro, acompanhou toda a Operação Overdose. O diretor de investigações do Denarc, delegado Mario Souza Souza, afirma que “foi um trabalho de investigação qualificada que desarticulou um importante esquema de fornecimento de drogas, sendo que as investigações prosseguem com o objetivo final de desarticular a organização criminosa”.

Deixe seu comentário