A Operação Íris – alusiva ao nome do local onde ocorreu –  foi desencadeada pela Polícia Civil de Montenegro com apoio aéreo da PC de Porto Alegre, e de policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na tarde desta quarta-feira, 8, no Morro Bela Vista e no bairro Industrial, em Montenegro. Cerca de 60 servidores da Segurança Pública agiram para cumprir oito mandados de busca e apreensão no Morro e dois no Industrial. Até o momento, foram presas quatro pessoas suspeitas por envolvimento com o tráfico de drogas. Há indícios que os presos tenham relação com uma facção criminosa do Estado.

Segundo o comissário de Polícia Alisson Castilhos, a operação é fruto de cerca de cinco meses de investigações. “A gente sabe que muitos desses indivíduos, que praticam furtos, vêm se abastecer de drogas aqui no Morro. A operação tem como objetivo apreender drogas e objetos sem procedência que possam ser oriundos de furtos”, explica o agente.

Conforme Alisson, as TVs são as “moedas de troca” preferidas pelos ladrões, pois são facilmente aceitas pelos traficantes. Além disso, vender esse tipo de aparelho também tem sido fácil, pois sempre há alguém – mesmo sabendo que está cometendo uma irregularidade –  para receptar produtos de origem criminosa.

“Estamos mais uma vez trabalhando para dar cumprimento a todas as diligências e mostrar que quem manda em Montenegro é a Polícia”, frisa o inspetor. O delegado responsável pela Operação é André Roese, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Montenegro. Logo mais, às 18h a Polícia Civil realizará uma coletiva de imprensa para apresentar o balanço da Operação.

Deixe seu comentário