Operação busca reprimir a prática de crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e/ou adolescentes. Foto: Polícia Federal

NÊMESIS. Polícia Federal localizou material pornográfico no apartamento do estudante

Um jovem de 23 anos foi preso em flagrante na manhã dessa quinta-feira, 23, em Montenegro durante operação da Polícia Federal (PF) contra pornografia infantil. A Operação Nêmesis tem o objetivo de reprimir a prática de crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e/ou adolescentes.

Ao cumprir mandado de busca no apartamento onde o rapaz morava com sua vó, no Centro da cidade, a PF localizou materiais como vídeos e fotos com conteúdo pornográfico. Ainda não há confirmação se o suspeito havia compartilhado as imagens. A prisão do estudante não estava prevista, mas acabou ocorrendo em virtude do flagrante durante o cumprimento do mandado de busca. O jovem estudante foi encaminhado para a Superintendência da PF, em Porto Alegre, onde foi lavrado o flagrante. Até o final da tarde dessa quinta-feira, ele ainda não havia sido encaminhado ao sistema prisional, o que poderia ocorrer a qualquer momento, segundo a assessoria de comunicação da PF/RS.

Ao todo, foram cumpridos 28 mandados judiciais em oito Estados, sendo seis no Rio Grande do Sul, em cidades como Montenegro, no Vale do Caí, e Taquara, no Vale do Paranhana. De acordo com a PF, os suspeitos irão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de pornografia infantil previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. O inquérito ainda está em andamento.

A operação, denominada Nêmesis, faz referência à mitologia, na qual Nêmesis simboliza a indignação pela injustiça praticada e a punição divina diante do comportamento desmedido dos mortais. Sua função essencial era restabelecer o equilíbrio quando a justiça deixa de ser praticada.
A iniciativa coincide com a semana do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes que é celebrado anualmente em 18 de maio. A escolha dessa data é em memória do Caso Araceli, crime que chocou o país na década de 70. Araceli Crespo era uma menina de apenas oito anos de idade, que foi violada e violentamente assassinada em 18 de maio de 1973. Os culpados jamais foram identificados e punidos.

Balanço Parcial da Operação Nêmesis

Montenegro/RS – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
Taquara/RS – 1 MBA
Porto Alegre/RS – 3 MBA
Três Cachoeiras/RS – 1 MBA
Florianópolis/SC – 2 MBA e 2 prisões em flagrante
Tubarão/SC – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
São Ludgero/SC – 1 MBA
Rio de Janeiro/RJ – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
Teresópolis/RJ – 1 MBA
Cel Fabriciano/MG – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
Belo Horizonte/MG – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
Bananeiras/PB – 1 MBA e 1 prisão em flagrante
São José dos Campos/SP – 1 MBA
Itapecerica da Serra/SP – 1 MBA
Aracaju/SE – 1 MBA
São Luís do Maranhão/MA – 1 MBA

Deixe seu comentário