Caixinha de presente feita de rolinho de papel higiênico. Estrela de palito de picolé. Caixa de papelão? Vira boneco de neve! E a canela em pau, além de dar aroma, pode enfeitar a ceia de Natal. Não foram poucas as ideias apresentadas por Denise Duarte na oficina para confecção de enfeites de Natal, no Espaço Cultural Braskem, em uma promoção do projeto Cultura na Estação.

Denise Duarte é pedagoga e trabalha em sala de aula com material reciclável
O fundo das garrafas foi transformado em uma estrela

Denise, que apesar dos dotes artísticos não é artesã, mas sim pedagoga, conta que vem da sala de aula sua habilidade com o material que poderia facilmente ir para o lixo. “Trabalho na Educação Infantil, com crianças de 5 e 6 anos,  em Porto Alegre e sempre utilizo esses materiais em projetos com os alunos”, relata, enfatizando que recebe a colaboração de todos para conseguir a “sucata”, o material de trabalho. Aliás, o termo “sucateira” não a incomoda. “Já foi pejorativo, mas hoje não. As pessoas guardam material pros projetos da sucateira”, brinca Denise. “Hoje as pessoas já compreenderam que já não podemos apenas gerar esse material e não criar formas para lhe dar um destino”, completa.

Da rolha até a cápsula de café, tudo é aproveitado

Mas, ela é exigente na forma como esse destino se dará. Denis prefere que, além de bonitas, as peças tenham uma utilidade. Afinal, é isso que alongará a sua “vida” na casa das pessoas, sem que logo se transformem em lixo novamente. E ao ministrar a oficina, lembrou para as alunas – 25 pessoas compareceram – que o segredo nas peças em geral e, nas natalinas que eram o foco da atividade, está nos detalhes. “O arremate, a finalização, é tudo. Se não tiver capricho e bom acabamento não fica bonito. Estamos trabalhando com materiais que não são tradicionais, seria lixo, e se não tivermos um trabalho dedicado de arremate, quem olhar não consegue ver além do material, e ele volta a ser tratado como lixo”, alertou a pedagoga.

 

Quem perdeu, terá nova oportunidade

Para quem tem interesse em aprender a fazer esse tipo de decoração natalina, mas perdeu a oportunidade, a diretora de Departamento de Cultura, Priscila Nunes, ofereceu uma boa notícia. Entre os dias 4 e 8 de novembro, também na Estação da Cultura, ocorrerão atividades similares a deste sábado, porém, sem a presença de Denise Duarte. “Vamos replicar as técnicas vistas aqui, porém, a ideia é fazer peças maiores, que irão decorar a Estação da Cultura neste Natal”, conta Priscila. Ela adianta, ainda, que a decoração do restante da cidade ficará sob responsabilidade as Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (Smic), mas que esta também terá peças voltadas à consciência ambiental, com reaproveitamento de materiais.

Deixe seu comentário