Diante da retirada do advogado Vanir de Mattos do plenário da Câmara, o Legislativo fez um contato com a Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Montenegro, solicitando que encaminhasse um advogado para acompanhar a continuidade dos trabalhos. A OAB determinou a vinda do advogado Tiago de Holleben, para o acompanhamento da sessão.

Contudo, quando ele chegou à Câmara, constatou-se que Tiago possui em torno de 10 ações contra o município e, publicamente, vem fazendo críticas ao governo Aldana há bastante tempo. Sob pena de constituir nulidade ao procedimento, a comissão suspendeu os trabalhos, que serão retomados a partir das 13h, com a presença de um novo advogado que será encaminhado pela OAB Montenegro.

Deixe seu comentário