Nessa época de final de ano, principalmente no Réveillon, é comum soltar fogos de artifício. E sem dúvidas, quem mais sofre com isso são os animais. Por isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a cuidar dos seus cães nessas datas.

Como identificar o medo?
A reação do cão aos sons permite identificar se ele se incomoda ou lida bem .
• O primeiro sintoma entre os cachorros que têm medo é adotar uma postura mais alerta. Eles evitam fazer coisas que o deixem “vulnerável”, como comer, beber água, dormir, ou mesmo fazer suas necessidades com tanta frequência quanto costuma;
• Cães mais ansiosos podem se esconder ou ficar pedindo colo, pulando e chorando;
• Posturas curvadas, com as orelhas abaixadas, pupilas dilatadas, rabo abaixado ou entre as patas traseiras são sinais de que o cãozinho está assustado, com medo ou estressado;
• Ficar “lambendo o focinho” e mostrando os dentes também representam desconforto;
• Os sintomas mais extremos são salivação excessiva, batimento cardíaco acelerado, respiração ofegante e tentar fugir. Alguns cães podem também ficar agressivos.

Como ajudar o cãozinho?
Algumas atitudes podem ajudar a deixá-lo mais confortável durante a virada do ano.
• Feche portas e janelas, principalmente de vidro, para evitar fugas e acidentes perto da hora da virada. Muitos cães, quando estão assustados , reagem tentando fugir;
• Coloque algum som no ambiente que consiga ser mais alto ou que seja o suficiente para distrair o animal dos fogos. Pode ser a TV, de alguma música ou até o barulho do ventilador. O importante é que o volume seja confortável e não cause mais medo;
• Enquanto isso, ofereça petiscos ou brinquedos que ele adora, com animação e sorrindo. É um ótimo jeito de fazê-lo perceber que está seguro, já que cães entendem muito bem nossas expressões faciais;
• Muitos cães em situações de medo procuram esconderijos para se protegerem. Por isso, é válido o preparo de um local seguro e silencioso da casa para eles. Muitas vezes, a própria caixa de transporte, uma caixa de papelão ou até mesmo o espaço debaixo da cama, já basta para ele se sentir protegido. Ofereça comida e água para ele e deixe-o ficar ali até o momento que ele se sinta confortável e seguro para sair;
• Não pegue o cãozinho no colo, mesmo que ele peça. Isso é entendido por ele como sinal de insegurança e o nervosismo dele vai continuar ou até piorar;
• Evite posições curvadas. Esse também é visto pelo pet como um sinal de insegurança;
• Lembre-se de mostrar a ele que você está no controle e assegurar que está protegido.

Deixe seu comentário