Uma mesa de debates foi a primeira atividade feita em alusão ao Dia da Consciência Negra 2018. Ela ocorreu na terça-feira, dia 6. Foto: arquivo Sociedade Floresta

Consciência Negra. Programação de atividades em Montenegro inclue palestras, debates e apresentações culturais

Este ano a programação do mês da Consciência Negra em Montenegro tem como objetivo promover reflexões sobre o protagonismo negro no âmbito local, regional e nacional, além de discutir sobre seu envolvimento nos campos político, cultural e social, bem como falar sobre as legislações vigentes que amparam a comunidade afro-brasileira. Para isso foram planejadas ações como palestras, mesas de discussões e apresentação de espetáculo cultural. As atividades começaram nessa terça-feira, 6, e seguem até o dia 20 de novembro, data oficial de celebração à Consciência Negra.

A Sociedade Cultural Beneficente Floresta Montenegrina foi palco para a primeira mesa de discussões. Esteve em pauta o “Protagonismo Negro: Visibilidade importa sim!”. O evento de abertura contou com a participação de Murilo Vargas, que abordou a questão da representatividade do negro no cenário político a partir do novo governo. Também esteve presente Mariléia Vargas, ela avaliou a efetividade da Lei 10.639/03 em seus 15 anos de existência. Já Rogério dos Santos, representante da Central Única das Favelas (Cufa) falou sobre os desafios de implantar uma organização como a Cufa em um contexto de influência cultural com descendência germânica, açoriana e italiana predominantes. Jean Honorato deu sua contribuição aos debates com sua fala sobre como é ser um jovem negro em Montenegro. A composição da mesa contou ainda com Elizabete Gonçalves, que tratou sobre o Panorama histórico do ativismo do Movimento Negro em Montenegro.

Participaram da ação membros da sociedade civil, representantes das escolas do município, incluindo ensino privado e estadual, e comunidade. A próxima atividade acontece na segunda-feira, 12, às 19h, também na Sociedade Floresta. Uma palestra com o professor/mestre Jorge Euzébio Assumpção irá tratar sobre “Ações práticas para a representatividade: Um olhar sobre o protagonismo do negro gaúcho”.

As atividades são organizadas pela Cufa em parceria com a Sociedade Cultural Beneficente Floresta Montenegrina e Uergs, através do projeto Aflorescer. A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura e da Câmara de Vereadores.

20 de novembro é o Dia da Consciência Negra
A data faz referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares. Ele foi um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou para a libertação do seu povo e contra o sistema escravista.
O Dia da Consciência Negra é comemorado anualmente em 20 de novembro, em todo o território nacional.

Confira mais da programação
18/11
18h – Espetáculo do SESC: Sonora Brasil – Coco de Zambë -RN
Local: Estação da Cultura
19/11
9h – Solenidade de abertura oficial na Câmara de Vereadores.
09h30min – Palestra com escritor e poeta Duan Kissonde
14h – Apresentação do Jogo do Tambor e Abertura da Exposição fotográfica “Bahia todos os santos”.
Local: Estação da Cultura.
19h – Discussão acerca da intolerância religiosa.
Com Iyá Sandra Li, Mãe Mary de Oyá – Presidente do Conselho dos Povos de Terreiros de Montenegro, Representante da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Câmara, Reverendo Ives Vergara, Professor César do Amaral.
Local: Estação da Cultura.
20/11
9h – Projeto Negro no Vale do Caí – Onde estamos! Para onde vamos! Sugestões! Com os professores doutores Carmem Capra e Igor Simões, Jornalista Rogério Santos, Representante da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Câmara de Vereadores e mais convidados
Local: Estação da Cultura.
14h – Oficina de turbante, contos africanos e apresentação dos 20 de novembro para as escolas.
Local: Associação Cultural Beneficente Floresta Montenegrina.
Participantes: Alunos das escolas de ensino fundamental da cidade.
14h – Sarau do Grupo Afrorescer – UERGS.
Local: Estação da Cultura.
19h – Homenagem 2018: “Referências Negras do Vale do Caí”.
Local: Estação da Cultura.
Participantes: Sociedade civil, Representantes das escolas do município, incluindo ensino privado e estadual e comunidade.

Deixe seu comentário