Foto: Divulgação Feevale

Há aproximadamente um mês a Universidade Feevale vem realizando testes laboratoriais de detecção da Covid-19 para municípios da região. Novas demandas levaram a Instituição a adquirir dois extratores automatizados de ácidos nucleicos, o que permitirá aumentar a capacidade de atendimento a hospitais e unidades de saúde, de forma a contemplar, inclusive, cidades onde a Feevale possui polos.

Muitas empresas e entidades também têm procurado a Universidade para a realização de testes, serviço que vem sendo estudado pela Instituição. O investimento nos equipamentos – total de R$ 208 mil – foi possível a partir da articulação da Feevale com empresas, que também visam beneficiar as comunidades onde estão inseridas. A iniciativa contou com o apoio das seguintes organizações: Grupo Dass, Philip Morris, Sicredi Nordeste, Sicredi Pioneira, Tacosola e Tintas Killing, mais o Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Rolante e Riozinho (Staf).

O reitor Cleber Prodanov faz um agradecimento às empresas e ao sindicato pelas doações e lembra que esta é uma ação que tem como objetivo apoiar as comunidades, além de desafogar os laboratórios oficiais. “A Universidade Feevale vem buscando desenvolver ações tecnológicas e inovadoras, visando dar apoio às municipalidades para o enfrentamento da pandemia”, afirma.

Todas as amostras são coletadas nos espaços de saúde dos municípios e encaminhadas ao Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale. Para os testes, são coletadas amostras de secreção respiratória dos pacientes que têm suspeita de estarem infectados. Os exames ficam prontos de 24h a 48h a partir do recebimento dos materiais, e os resultados são divulgados por cada município.Municípios beneficiados

A Universidade Feevale firmou convênio para realizar os testes de detecção da Covid-19 com o Consórcio Intermunicipal do Vale do Rio Caí (CIS-Caí), que atende oito cidades integrantes da entidade: Alto Feliz, Brochier, Feliz, Harmonia, Maratá, São José do Hortêncio, São Sebastião do Caí e Tupandi. Está beneficiando outras cidades através de convênio com a Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos (Amvars), que atende as cidades de Araricá, Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Ivoti, Lindolfo Collor, Morro Reuter, Nova Hartz, Novo Hamburgo, Presidente Lucena, São Leopoldo e Sapiranga. Somam-se, ainda, aos municípios beneficiados, Esteio, Rolante e, a partir de agora, Sapucaia do Sul.

 

Deixe seu comentário