Consumidores de São Sebastião do Caí foram lesados em uma nova ação criminosa registrada em São Sebastião do Caí. Os moradores foram enganados por “vendedores” de produtos como colchões ortopédicos, alarmes residenciais, e outros produtos. Pelo menos quatro vítimas já procuraram o Procon caiense com a mesma queixa e todas, devido a estarem dentro do prazo legal de sete dias para cancelar a transação, conseguiram resolver a questão sem sofrer prejuízos. A orientação é para que, ao suspeitar de algo semelhante, as pessoas procurem o Procon e também façam registro de boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia.

Segundo o órgão, supostos representantes comerciais estariam procurando consumidores, geralmente idosos residentes em comunidades do interior do município, para oferecer produtos com amplo prazo de parcelamento e excelentes condições de pagamento. Quando a pessoa decidia por fazer a compra, entregava seus documentos para fazer um cadastro, que na verdade é um contrato de empréstimo consignado, com desconto direto em folha ou pagamento de benefício do INSS, em empresas financeiras. Com isso, ao invés de adquirir um produto, a pessoa acabava assumindo uma dívida e o falso vendedor ficava com o dinheiro.

O Procon da cidade alerta a população para que esteja atenta e se proteja dessa nova modalidade de golpe. O Procon de São Sebastião do Caí funciona junto a Casa da Cidadania, na Rua Marechal Floriano, Centro da cidade. O atendimento ocorre nas terças, quartas e quintas-feiras, das 13h15min às 16h30min. Contatos podem ser feitos pelo telefone 3635-2530 ou pelo e-mail procon@saosebastiaodocai.rs.gov.br.

Deixe seu comentário