Está luz acessa no painel já está alertando que algo não está certo no equipamento que garante a eletrificação

Atenção. Seis dicas para que a bateria do seu carro tenha vida útil prolongada

A bateria é um item que muitas vezes não recebe a atenção devida dos motoristas, que sentem sua falta com o carro totalmente paralisado. Não é incomum histórias de quem ficou na mão, precisou empurrar, ser rebocado ou pedir ajuda para realizar a famosa “chupeta” (transferência de carga de outro veículo por meio de cabos).

Mas evitar este percalço é simples e barato, com manutenção preventiva frequente, e ao longo de todo o ano, mas, sobretudo, no Inverno. Isso porque no frio o óleo fica mais denso e faz com que a bateria demande uma ajuda extra para dar a partida. Em média, uma bateria dura de dois a três anos e, ao longo do tempo, vai perdendo a sua capacidade de reter energia elétrica.

Porém, o ‘falecimento’ precoce é consequência de hábitos da maioria dos motoristas. Para evitar essa situação, siga essas orientações simples.

Coloque o carro para andar
– Quanto mais o carro anda, mais a bateria dura. Parece contraditório, porém, se a bateria ficar imóvel por um longo período de tempo ocorre o processo químico conhecido como sulfatação, que diminui a vida útil da peça. O recomendado é que se ligue o motor uma vez por semana por pelo menos cinco minutos;

Atenção antes de dar partida
– Não deixe nenhum equipamento ligado no momento da partida. A bateria é a fonte de energia para todos os equipamentos elétricos do veículo. Sendo assim, quanto mais equipamentos ligados, maior será o desgaste para alimentá-los ao mesmo tempo. Portanto, atenção aos faróis, rádio e ar-condicionado antes de dar a partida;

Faça revisões preventivas
– É importante realizar consultas especializadas a cada seis meses no automóvel. Se sua bateria apresentar algum sinal de falha, como sons incomuns ou dificuldade na hora de dar partida, corra para a oficina. Você pode evitar complicações maiores tratando um pequeno problema logo do início;

Saiba a capacidade da bateria
– Verifique a capacidade suportada pela bateria e pelo alternador antes de instalar algum aparelho novo. Evite instalar acessórios não originais, isso pode comprometer o consumo da bateria. Exigir mais do que ela pode entregar diminui o tempo de vida útil. Procure sempre profissionais bem recomendados para instalar som e alarme;

Não conecte equipamentos com o veículo desligado
– Assim como não é bom deixá-los ligados no momento da partida, utilizar os equipamentos elétricos com o carro desligado causa um desgaste desnecessário da bateria. Sempre que estacionar, verifique se não esqueceu nada ligado antes de sair do veículo. Ficar ‘mandando o pancadão’ parado na praçinha pode virar o maior fiasco;

Cuidado ao escolher o alternador
– O alternador, equipamento que serve para transformar energia mecânica em energia elétrica, é uma das peças mais importantes de um carro. Por conta disso, em caso de troca, é válido escolher um alternador que tenha a mesma amperagem que a bateria do seu automóvel para evitar danos ao equipamento. Por exemplo: se sua bateria for de 60 ampères (A) e seu alternador de 45, na hora da carga você perderá 15 A. Este procedimento, a longo prazo, reduz a vida útil da bateria.

Deixe seu comentário