Ministério comandado por Kassab (D) é responsável pelo novo programa. FOTO Marcos Corrêa-presidência da república

Prefeitos de Maratá, Montenegro e São José do Sul assinaram a adesão

Os prefeitos Silvio Inácio de Souza Kremer, de São José do Sul; Fernando Schrammel, de Maratá; e Carlos Eduardo Müller, o Kadu, de Montenegro, participaram ontem da cerimônia de adesão ao programa federal Internet para Todos. A solenidade contou com a presença do presidente Michel Temer e do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e foi realizada no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília. O programa, que já tem 2.260 cidades prontas para assinar o termo de adesão, tem como objetivo levar acesso à banda larga para localidades sem conectividade.

O termo de adesão assinado pelos prefeitos define a infraestrutura básica e as condições para a participação dos municípios no programa. As prefeituras devem indicar onde serão instaladas as antenas para distribuição do sinal de internet, além de garantir a segurança da área e arcar com as despesas de energia elétrica. Os municípios beneficiados nesta primeira fase do Internet para Todos começarão a receber as antenas em maio. A instalação será feita pela empresa Viasat, dos Estados Unidos, que foi contratada pela Telebras.

A conexão de internet disponibilizada pelo programa federal será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), de propriedade do governo brasileiro e que recebeu R$ 3 bilhões em investimentos. Em órbita desde maio de 2017, o satélite tem vida útil de 18 anos. O Internet para Todos oferecerá aos usuários conexão a preços reduzidos.

O prefeito de Montenegro entende que o convênio representa evolução e integração social. “É mais um passo que a Administração Municipal dá, mostrando que o trabalho empenhado diariamente na cidade, busca, veementemente, oferecer mais e melhores condições a comunidade.”
Segundo Carlos Eduardo Müller, a inclusão digital reforça a igualdade e, ainda, aperfeiçoa o conhecimento, oferecendo oportunidades interessantes, quando bem usadas e desenvolvidas pelo cidadão.

“É de suma importância”
Para o prefeito de São José do Sul, Silvio Kremer, o programa federal é necessário. “Sem dúvida, é de suma importância. Não só para São José do Sul, mas para toda a região”, afirma. Ele cita como um exemplo dessa necessidade o fato de os produtores precisarem emitir Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e, muitas vezes, não possuírem sinal de internet. “Tendo acesso, vai facilitar a vida deles. Sem acesso à internet, eles teriam que procurar locais como a Prefeitura para poder emitir sua nota fiscal, mas, às vezes, sua mercadoria é embarcada à noite, aí ficaria difícil”, expõe Silvio.

O chefe do Executivo de São José do Sul salienta ainda que o Município passa por dificuldades históricas quando o assunto é acesso à internet e telefonia. Silvio conta que a Administração Municipal está trabalhando num projeto conquistado via Consulta Popular para a instalação de internet. Para tanto, o Executivo deve receber R$ 140 mil do Estado e dar contrapartida de 20% desse valor. “Estamos trabalhando no projeto junto ao Governo do Estado, mas também estamos pleiteando esse programa do Governo Federal para ver se a gente faz a cobertura de todo o município com internet”, destaca.

Deixe seu comentário