Foto:Arthur Poersch Vale Feliz FM

CRIME ocorreu em joalheria. Bandidos fugiram do local

Um assalto à Ótica Pérola, na avenida Maurício Cardoso, no município da Feliz, acabou em tragédia na manhã dessa quinta-feira, 3. O representante comercial Edevaldo Tonatto, de 52 anos, que estava na loja reagiu à abordagem dos criminosos e foi baleado. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo após ser atingido.

Segundo a Brigada Militar, Edevaldo era vendedor de joias. Quando foi anunciado o assalto, ele partiu para o enfrentamento corporal com os ladrões, quando acabou baleado na altura do tórax e pescoço. O Samu fez o encaminhamento do paciente ao Hospital Schlatter, mas o homem não resistiu aos ferimentos. Da pasta com as amostras de joias do trabalhador foi levada somente uma aliança.

Vítima de latrocínio tinha 52 anos. Foto: Facebook

O grupo formado por três indivíduos fugiu do local do crime em uma Duster em direção à Linha Nova e depois, na localidade de São Roque, trocou o automóvel por um Ônix. A Brigada Militar fez buscas na região, no final da tarde, o cerco aos bandidos se intensificou, após denúncias de que estariam no município de Presidente Lucena. Contudo, até o fechamento desta reportagem ninguém havia sido preso.

A Polícia Civil da Feliz permaneceu no local do crime ao longo do dia. A reportagem tentou contato com o delegado Paulo Baladão, mas não teve retorno. Pelas características, o crime deve ser qualificado como latrocínio, quando ocorre roubo seguido por morte. Os desdobramentos podem ser acompanhados no portal www.jornalibia.com.br.

 

 

 

 

Deixe seu comentário