Faleceu na madrugada deste sábado, 20, o comerciante Ricardo Endres, o “Mano”, aos 53 anos. Ele estava internado no Hospital Montenegro e foi vítima de parada cardiorrespiratória. Ricardo era filho de um empresário do ramo arrozeiro e, durante muito tempo, atuou neste segmento também.

Liderança jovem, Mano ingressou na política nos anos 80 e concorreu a vice-prefeito na eleição de 1988, fazendo par com o também empresário Ricardo Senger. A dupla acabou perdendo a disputa para Adolpho Schüler Netto e Ubirajara Mattana por uma pequena diferença. Endres então voltou para os seus negócios e, de novo na eleição de 1996, os “Ricardos” repetiram a dobradinha, novamente sem sucesso. A disputa teve Madalena Bühler e Roberto Braatz como vencedores.

Depois disso, já no ramo do comércio, Mano atuou por muitos anos na iniciativa privada. Quando Luis Américo Aldana assumiu a Prefeitura, foi convidado para ser o secretário de Viação e Serviços Urbanos e exerceu a função por cerca de dois anos. Nesse período, ele chegou a acumular o comando da Secretaria de Desenvolvimento Rural. Sua principal meta foi a recuperação do parque de máquinas da Prefeitura, tarefa na qual obteve relativo sucesso.

Forjado no Partido Democrático Social, o antigo PDS, atualmente Progressistas, “Mano” mudou de lado ao ingressar no governo Aldana e se filiou ao PSB, sigla que comandou até há alguns meses. Ele deixa um filho de 16 anos. O corpo o ex-secretário foi sepultado às 16h deste sábado, no Cemitério Municipal.

Deixe seu comentário