O prefeito Kadu Müller acredita que Montenegro está retomando seu potencial de crescimento

A estimativa é encerrar 2018 com débito de R$ 1 milhão, o que Prefeitura acha pouco diante dos R$ 21 milhões que devia

O prefeito Kadu Müller reuniu a imprensa local e parte de seu secretariado na tarde dessa sexta-feira, 18, para anunciar que a Prefeitura conseguiu zerar o déficit de R$ 6,7 milhões, valor que havia sido apresentado no final do ano passado. Segundo o prefeito, a previsão do secretário da Fazenda, Nestor Bernardes, era zerar o déficit no mês de agosto, mas devido a uma série de medidas de contenção de despesas, adotadas na administração pública, foi possível alcançar a meta quatro meses antes do previsto. Além disso, durante os primeiros meses do ano, o Executivo conseguiu manter em caixa o montante de R$ 3 milhões, valor que, em breve, deve ser investido em obras para a cidade.

O prefeito lembrou ainda que, quando assumiu o governo, há 10 meses, o déficit era de R$ 21 milhões. Para chegar ao resultado apresentado na semana passada foi preciso reorganizar as secretarias, adiar obras que não exigiam tanta urgência em suas execuções e reduzir gastos com pessoal e materiais. “Reorganizamos as finanças do município e definimos uma ordem cronológica de pagamento aos fornecedores. Mostramos que Montenegro pode fazer, é só fazer certo”, avaliou o gestor.

Para evitar que os problemas do início do governo voltem a pairar sobre a administração, as ações que levaram ao déficit zero devem ser mantidas até o final do ano. “Vamos trabalhar com precaução para evitar surpresas. Devemos encerrar o ano com condições favoráveis”, afirma Kadu. A previsão é que 2018 encerre com um déficit de cerca de R$ 1 milhão. “Sem ter surpresas, devemos ter um déficit muito pequeno para dezembro. Não chega nem a R$1 milhão, perto de R$ 21 milhões é um valor muito pequeno”, compara.

Para o prefeito, Montenegro vem mostrando a retomada de seu potencial de crescimento. “No valor adicionado de 2018, o município ficou em 23º colocado no ranking de ICMS no Rio Grande do Sul. Na projeção para 2019, o município subiu cinco posições. Isso mostra que se a economia reagir um pouquinho, a gente retoma a condição de crescimento e investimentos e volta a ter credibilidade perante aqueles que querem vir para Montenegro”, concluiu.

No dia 28 deste mês, a Secretaria Municipal da Fazenda promove uma audiência pública para apresentar os números do quadrimestre.
O evento será realizado às 14h, na Câmara de Vereadores.

Deixe seu comentário