Cristiano Telles de Castro foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Foto: Reprodução Internet

Na madrugada deste domingo, 30, por volta das quatro horas, um homem foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Segundo a Brigada Militar, o caso aconteceu próximo a uma lancheria, perto da estação rodoviária.

De acordo com a Brigada, um veículo de cor prata passou e efetuou três disparos que acertaram o indivíduo.  O homem foi socorrido pelo Samu e levado ao Hospital Montenegro, mas não resistiu as ferimentos e faleceu.

A Brigada realizou buscas, mas os acusados não foram encontrados.  A vítima foi identificada como Cristiano Telles de Castro e tinha 30 anos. O registro de homicídio foi feito na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), e a Polícia Civil irá investigar o crime.

Segundo a amiga de Cristiano, Marisa Muller, os dois foram juntos a uma festa nesta madrugada.”Nós estávamos no baile, às três e meia eu disse vamos embora e ele não quis vir, ele quis ficar mais um pouco e eu vim para casa. Então às quatro horas ele saiu e mataram ele”, relata Marisa.

O homem foi identificado pelo seu irmão e ainda se encontra no IML, assim que liberado será levado pela família para a sua cidade, Salto do Jacuí. “Eu acho que ele bebeu e brigou com alguém na saída. Não falei com ninguém que me dissesse o que houve ao certo. Eu não sei o que dizer”, fala a amiga.

Cristiano tinha 30 anos. Foto: Reprodução Internet

Primeiro homicídio ocorreu também em junho

Leandro de Melo Mateus, 30 anos, foi atingido por seis tiros na noite de sábado, dia 1º de junho. O crime ocorreu na rua Ernandes Azevedo Fernandes, esquina da Benjamin Alves Barreto, no bairro AeroClube, em Montenegro, na qual moram o pai e a mãe dele, a quem iria visitar.

Deixe seu comentário