Imóveis, vendidos na planta, serão financiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida

Imóveis poderão ser financiados pelo Minha Casa, Minha Vida diretamente nas imobiliárias e correspondentes bancários

Foi lançado ontem, no auditório da ACI de Montenegro, o empreendimento imobiliário Residencial Parque Floresta, com imóveis que podem ser financiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal. Oito imobiliárias montenegrinas participaram do ato e estão credenciadas a comercializar os apartamentos.
De acordo com o superintendente de Habitação da Caixa, Jairo Antônio Manfro, este é um empreendimento de imóvel na planta, ou seja, é aquele que a Caixa opera no mercado em que a pessoa pode assinar o convênio de compra e venda durante a fase de obras.
“Como é um empreendimento que já está com todos os documentos aprovados, o contrato já foi assinado com a Caixa e está no sistema, as pessoas podem se dirigir a uma imobiliária e no correspondente bancário para fazer a simulação, aprovação de crédito e assinatura do contrato na Caixa”, explica Manfro.
Mas diferentemente daqueles imóveis que a comunidade conhece, e que são financiados pelo Minha Casa, Minha Vida, estes imóveis só poderão ser negociados nas imobiliárias que assinaram convênio com a construtora. “A Caixa vai estar à disposição na agência para prestar informações, mas a venda é direta nas imobiliárias, por se tratar de imóvel na planta. Esse procedimento vai ser feito na imobiliária e no correspondente”, detalha Jairo.
O empreendimento será o primeiro em Montenegro que se enquadra na faixa um e meio do programa Minha Casa Minha Vida, que atende a famílias com renda de até R$ 2,6 mil. As que recebem além deste valor também podem financiar os apartamentos, porém, sem os mesmos benefícios daquelas famílias que se enquadram na faixa um e meio.
O Residencial tem prazo de até 36 meses para ser construído. “Como é feito por meio de financiamento da Caixa, o Residencial tem o Seguro Garantia Entrega da Caixa”, garante o superintendente de Habitação da Caixa.

Apartamentos terão subsídio de até R$ 26 mil
Os apartamentos partem do valor de R$ 110 mil, onde as pessoas interessadas podem conseguir subsídios de até R$ 26.390,00 (para famílias que se enquadram na faixa um e meio), através da Caixa Econômica Federal, com parcelas mensais que variam de acordo com a renda do comprador. Os valores de entrada necessários para adquirir o apartamento nestas condições de financiamento também sempre variam conforme a renda e subsídios definidos. A consulta destes valores pode ser realizada junto às imobiliárias envolvidas, bem como nas agências da Caixa Econômica Federal ou no site do banco.
Para o sócio-diretor da ALM Engenharia, empresa responsável pela obra, Luiz Paulo Assman Junior, a opção de trazer o empreendimento a Montenegro foi justamente por perceber a carência de algo semelhante na cidade. “Há cerca de um ano recebemos a visita de um grupo de corretores, em Venâncio Aires, onde eles puderam visitar algumas obras nossas e nos passaram que não existiam imóveis nessa linha de valor com tanta qualidade em Montenegro. Então começamos a trabalhar. Fizemos o projeto, sempre em conjunto com as imobiliárias e a Caixa, tentando fazer o mais próximo do que as pessoas buscavam na cidade”, argumenta o empresário.
Ao todo, serão dez blocos de 16 apartamentos que terão de 52m² a 58m², onde cada unidade conta com dois quartos, área de serviço, sala de estar com sacada envidraçada, cozinha e sala de jantar integradas, churrasqueiras individuais nos apartamentos maiores, 17 unidades com quintal privativo, vagas de garagens exclusivas e ainda a possibilidade de adquirir uma vaga extra de garagem. O condomínio contará ainda com salão de festas e jogos, quiosques com churrasqueiras coletivas, quadra de futebol, piscina e playground.
O Residencial será construído na Rua Juvenal Alves de Oliveira, S/N, no bairro Santa Rita.


Deixe seu comentário