Na primeira reunião do Gabinete de Crise contra o coronavírus do Município, realizada nesta terça-feira, 2, representantes do poder Executivo e de diversos órgãos e entidades da sociedade civil definiram a busca, por parte da Administração, de meios para aquisição de vacinas aprovadas pela Anvisa, para que sejam aplicadas na população local. Além disso, outra medida definida é a produção de um material informativo de conscientização para a população e orientação sobre o que é possível ou não para os comerciantes.

De acordo com a Prefeitura de Montenegro, será enviado à Câmara de Vereadores um projeto de lei abrindo crédito para a compra das vacinas contra a Covid-19, caso se torne realmente possível. Segundo o prefeito Gustavo Zanatta, trata-se de uma medida fundamental, tendo em vista o grande número de contaminados em todo o Estado e, principalmente, a grave situação dos hospitais da cidade

Além do chefe do Executivo local, participaram do encontro os outros integrantes do Gabinete de Crise, que são representantes da Prefeitura de Montenegro (gabinete, secretarias municipais de Gestão e Planejamento, Saúde, Indústria e Comércio e Obras Públicas), Câmara Municipal de Vereadores, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial, Industrial e de Serviços Montenegro/Pareci Novo, Unimed Vale do Caí, Hospital Montenegro e Sindilojas.

A coordenação do grupo ficará com o secretário municipal de Gestão e Planejamento, Fabrício Coitinho. As reuniões irão ocorrem periodicamente e irão buscar soluções para diversas áreas como saúde, comércio local, educação, vacinação, interpretação dos regramentos oriundos do Governo do Estado, entre outros temas ligados à pandemia.

Deixe seu comentário