Redes e tarrafas não podem ser usadas por amadores; e estas eram irregulares até para profissionais. Fotos: Patram/ Brigada Militar

Operação de fiscalização ambiental da Brigada Militar (BM) contra pesca predatória, realizada em função da Semana Santa, resultou em três prisões na tarde desta terça-feira, dia 16. A ação da Patrulha Ambiental (Patram), do 3° Pelotão Ambiental de Montenegro, na bacia hidrográfica do Rio Jacuí aconteceu em pontos denunciados. Durante abordagem na localidade de Banhada Grande, interior de Triunfo, três indivíduos de Montenegro foram flagrados realizando pesca com petrechos proibidos e sem terem licença de pescador.

Veículo levava 116 quilos de pescado

Foram apreendidas duas redes com tamanho de malha irregular (predatória) e uma tarrafa, além de 116 quilos de pescado. Equipamentos e peixes foram levados para destruição. Os acusados presos em flagrante foram conduzidos à Delegacia de Triunfo, onde prestaram depoimento e responderão livres pelo crime de pesca ilegal. A pena prevista é de um a três anos de detenção.

Acusados foram encontrados ainda no banhado do Jacuí. Foto: BM/ divulgação

O tenente Luis Fernando, comandante do Pelotão Ambiental de Montenegro, explica que para emprego de tarrafa e rede é exigida licença de pescador profissional. Todavia, isso faria pouca diferença neste caso, pois o diâmetro de abertura da malha é menor do que o limite mínimo, sendo proibida até mesmo para trabalhadores do setor. Ela predá o ecossistema aquático, permitindo a captura de peixes abaixo do tamanho permitido, impedindo e dificultando o equilíbrio ambiental. “A pesca amadora permite a utilização do molinete e carretilha. Somente!”, definiu o oficial.

3 comentários

  1. Essa patrulha ambiental deveria fazer um posto de policia em santo amaro pra fiscalizar ,prender e recolher os km de rede que estao colocados no Rio Jacuí encostado na barragem ,trancando até a subida do peixe ,eles tarrafeiam dentro da escada do peixe

  2. Concordo com vc Carlos eu estive lá a poucos dias pescando com uma carretilha e um caniço e dois anzóis ,pesca pra se divertir ,deu pena do que eu vi dezenas de redes de todos os tamanhos e malhas ,não tem peixe nem pra pesca esportiva .

  3. Bom dia como posso fazer denuncias diretamente a PATRAM, pois como tenho acesso a muitos grupos de discussão sobre pesca esportiva, e totalmente contra a pesca predatória, acabo recebendo videos e imagens de todo o Rio Grande do Sul e até do Brasil, gostaria de fazer algo pra tentar coibir, apreender e punir indivíduos que se dizem pescadores e não pação de MATADORES.
    Desde já agradecido.

Deixe seu comentário