Um frasco do medicamento canabidiol custa em torno de R$ 2.000,00 Foto: Arquivo Ibiá

Pela segunda vez, Franciele de Oliveira Chagas, de 25 anos, teve o pedido do fornecimento do medicamento canabidiol negado pela justiça. Diagnosticada com tumor cerebral em 2016, a jovem já passou por 42 cirurgias, dezenas de internações, perda parcial da visão e audição, além de diversos outros impactos na sua saúde. Como opção de tratamento para aliviar a sua dor e melhorar a sua qualidade de vida, a montenegrina iniciou o uso do medicamento canabidiol, entretanto um frasco dura em torno de 25 dias, custando em torno de R$ 2.000,00. Ele não é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Há dois meses sem o uso do canibidiol, Franciele começou a ter dores intensas, desidratação e convulsões com muita frequência, e desde domingo, 13, está internada no Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC). Segundo a irmã, Katiele de Oliveira, sem a medicação ela tem espasmos musculares de três em três minutos. “Estamos desesperados por ajuda. Ela está sofrendo muito. Ela não tem condições de comprar o remédio e só ele pode ajudar ela a ficar um pouco melhor”, diz. Ainda não há expectativa de alta da montenegrina.

Franciele mora de aluguel com o marido e dois filhos, de 8 e 9 anos. A jovem e o esposo não conseguem custear o tratamento, e por isso entraram com um pedido na justiça para receber o medicamento. Em novembro de 2021, o pedido já havia sido negado, pois segundo o Juizado Especial da Fazenda Pública, os pedidos de fornecimento de medicamentos sem registro na Anvisa devem ser necessariamente propostos em face da União.

Após isso, a família entrou novamente com pedido, através de sua advogada particular, mas mais uma vez foi negado. De acordo com a irmã, até um parecer foi realizado por um perito para mostrar a necessidade do uso do canabidiol. A família pretende entrar com um recurso.

Enquanto não consegue o medicamento através da justiça, Franciele pede a ajuda da comunidade com doações espontâneas para a compra do canabidiol. Qualquer valor pode ser depositado no Pix 04234403067 no nome de Franciele de Oliveira Chagas, através de Vakinha virtual e em caso de dúvidas, ou possibilidade de outro tipo de ajuda, basta entrar em contato através do número (51) 9 8120-1652.

Deixe seu comentário