É uma incógnita por que a vítima estaria, de madrugada, no local do acidente. Foto: Bombeiros Voluntários do Caí
Maria Odete da Costa. Foto: Facebook

IDOSA DE 73 anos desapareceu de casa após sair para fazer compras

Maria Odete da Costa, de 73 anos, moradora de Montenegro, foi vítima de um atropelamento no quilômetro 16 da ERS-122, na localidade de Rio Branco, em São Sebastião do Caí. O fato ocorreu por volta das 4h dessa quarta-feira, dia 16. A família da idosa não entende como ela foi para no local da tragédia, nem o que estaria fazendo no Caí. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Segundo o posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Bom Princípio, Maria Odete foi atingida por um VW Golf com placas de Gravataí que transitava no sentido Capital/Serra. Pouco tempo após o acidente, o corpo da vítima foi removido do local e encaminhado Instituto-Geral de Perícias (IGP).
A morte de Maria Odete pegou a família de surpresa. Ela morava no bairro Santo Antônio, em Montenegro, com o marido, uma irmã e outros familiares. Na véspera de sua morte, a idosa saiu para comprar materiais de construção, mas não retornou para casa.

Os familiares ficaram preocupados com o sumiço de Maria, mas não imaginavam que o pior pudesse acontecer, conta uma sobrinha que não quis ter seu nome citado na matéria. Há relatos de que Maria Odete teria sido vista, por volta das 19h de terça-feira, andando a pé na ERS-240, em Capela de Santana. Não há informações de como ela teria se deslocado até São Sebastião do Caí, mas não é descartada a possibilidade de ter ido caminhando.

Um dos irmãos da vítima procurou a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Montenegro e irá também a Delegacia do Caí para pedir que o caso seja investigado. Maria Odete era saudável e lúcida, cuidava da casa, de si e dos demais com quem morava. Ela deixa o marido, quatro filhos e netos. O corpo de Maria Odete foi sepultado às 17h30min dessa quinta-feira, no Cemitério de Montenegro.

Deixe seu comentário