Centro de Saúde de Maratá já não teve atendimento médico quarta-feira e também não terá na sexta-feira por falta de profissionais à disposição. FOTO: Arquivo/Jornal Ibiá

Mais Médicos. Edital segue aberto e apresentação deve ocorrer até dia 14

A Secretaria Estadual da Saúde informou em 25 de novembro, uma semana após a abertura do edital do programa Mais Médicos para substituição de profissionais cubanos que foram convocados a voltar para seu país após o governo da ilha anunciar sua saída do programa, que todas as 630 vagas destinadas para o Rio Grande do Sul haviam sido preenchidas. Porém, na prática, os Municípios vêm sofrendo com a desistência desses profissionais.

Em Maratá, com a saída da médica cubana Yannet Garcia Rodrigues e a não apresentação de um novo profissional, não haverá atendimento médico no Centro de Saúde nesta sexta-feira, dia 7. O mesmo ocorreu na quarta-feira, dia 5. Conforme a secretária municipal de Saúde de Maratá, Gisele Adriana Schneider, o profissional que havia se inscrito para a vaga desistiu por incompatibilidade de horários. “A vaga foi aberta novamente para outros candidatos poderem se inscrever”, destaca. Segundo Gisele, o Executivo marataense busca contratar emergencialmente um médico para os dias sem assistência, mas ainda não obteve sucesso.

De acordo com a secretária municipal de Saúde e Assistência Social de Pareci Novo, Gislaine Ribeiro dos Santos, a questão da incompatibilidade de horários também foi o que motivou a desistência do profissional que havia se inscrito para atender no município. “Ele desistiu, mas estamos aguardando a apresentação de um novo médico”, afirma. Como determinado pelo Ministério da Saúde, os profissionais inscritos no programa têm até o dia 14 deste mês para se apresentarem. Conforme Gislaine, enquanto o novo médico não chega, os demais profissionais que atendem a população organizaram seus horários para não deixar a comunidade desassistida.

Em São José do Sul, onde um médico foi contratado de forma emergencial através do Consórcio Intermunicipal do Vale do Rio Caí (CIS/CAÍ) para não deixar a população desassistida após a despedida do profissional cubana que trabalhava na cidade, também houve a desistência do profissional que havia se credenciado para assumir a vaga aberta. São Sebastião do Caí, que se despediu de três profissionais cubanos, aguarda até o dia 14 a chegada de três médicos que virão do Ceará, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.

Conforme o Ministério da Saúde, até as 18h de terça-feira, dia 4, das 34.653 inscrições, 23.951 foram concluídas e 8.405 vagas estavam preenchidas, sendo que 3.276 médicos já se apresentaram ou iniciaram as atividades. No entanto, cerca de 200 profissionais haviam comunicado aos municípios que não assumiriam os postos que selecionaram no edital de convocação, que segue aberto até sexta-feira para aqueles que possuem registro no Brasil.

De acordo com o Ministério, o edital do programa Mais Médicos é uma seleção para a ocupação de vagas de médicos nos municípios de todo o Brasil. Assim, como todo processo seletivo, os participantes possuem autonomia em assumir ou não a vaga selecionada. Em caso de necessidade, o Ministério da Saúde irá realizar novas chamadas até que complete o quadro de vagas do programa.

Deixe seu comentário