Hoje é dia da Escola Municipal Jacob Haubert na Feira. Foto: Smec

Nesta sexta-feira, dia 30, é a vez da Escola Municipal Jacob Haubert, da localidade de Sobrado, expor seu projeto das Sementes Crioulas na 42º Expointer, em Esteio. Os alunos desta Escola do Campo desenvolveram receitas criativas a partir de alimentos plantados no quintal do educandário, que possui uma grande horta. Amanhã, dia 31, é a vez da Manoel José da Motta, escola de turno integral no Muda Boi, também revelar seu sucesso no plantio de hortaliças.

Escola do Sobrado também recebeu sementes crioulas da Emater e Sindicato. Foto: Smec

Quatro Escolas do Campo de Montenegro participam da Feira 2019, expondo no estande da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag). Os trabalhos dos estudantes, em sala de aula e em suas casas, é resultado da parceria entre Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) com Emater e Sindicato dos Trabalhadores Rurais, promotores do projeto Semente Crioula. Já a ideia da Fetag com o estande é revelar ao público experiências exitosas desenvolvidas na modalidade Educação do Campo, que é uma Diretriz Nacional de Ensino.

Ontem, foi a Escola Bello Faustino dos Santos, da Fortaleza, que esteve no Pavilhão da Agricultura Familiar. Ela surpreendeu ao oferecer para degustação o natural “Suco Tipo Fanta”, produzido com suas cenouras e limões orgânicos, com acréscimo de laranjas de pomares da comunidade. E a primeira instituição participante, na quarta-feira, 28, foi a Carlos Frederico Schubert, do Faxinal. A escola também trabalhou com as sementes crioulas, realizando plantio de feijão do tipo Guandu, em seu quintal e também enviando para que as famílias cultivassem em casa.

Projeto Sementes Crioulas, como acontece na Jacob Haubert, valoriza a Escola do Campo. Foto: Arquivo/ Smec

Deixe seu comentário