O Banco Central publicou novas resoluções aumentando o prazo para a contratação do crédito emergencial de R$ 20 mil para o Pronaf e de R$ 40 mil para o Pronamp. O encerramento previsto para terça-feira, 30 de junho, agora passou para o dia 30 de outubro. Também foram incluídos os municípios com decretação de emergência até o dia 30 de junho e que estão com seus decretos reconhecidos pelo Governo Estadual.

A linha de crédito conta com uma taxa de juros de 4,6% a.a. e três anos de prazo para reembolso. No caso do Pronaf, com 40% de recursos para serem utilizados para o bem estar da família. No Banco do Brasil esta linha deve ser contratada diretamente na agência, não sendo possível ser realizado via Coban (Correspondente Bancário Banco do Brasil).

Outra mudança significativa à agricultura familiar é a redução das alíquotas do Proagro para o ano safra 20/21. Em muitas culturas as taxas haviam sido reajustas de forma expressiva, porém tiveram seus patamares reduzidos.

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira, dia 27, pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag-RS), que salientou a mobilização do Movimento Sindical e tornos destas pautas, junto ao Ministério da Agricultura. Inclusive, as entidades ainda trabalham para que os municípios que decretaram situação de emergência depois 9 de abril também possam acessar as condições de prorrogação de custeio e investimento de acordo com a nova data.

Deixe seu comentário