Em Salvador do Sul, a motocicleta bateu e passou por baixo do caminhão. Foto: arquivo Jornal Ibiá

Estudo realizado pelo DetranRS sobre acidentes de trânsito com mortes em 2019, no Estado, apontou que 28% dos motociclistas envolvidos não tinham Carteira Nacional de Habilitação. Entre os motoristas de quatro rodas, o índice foi de 8% sem habilitação. O estudo analisou 1.471 acidentes fatais, com 1.617 mortos e 1.888 condutores e motociclistas envolvidos, ativamente ou não, nos acidentes. Pelo menos 249 pessoas (13%) que conduziam veículo automotor no momento do acidente não passaram por um processo de primeira habilitação, com aulas teóricas e práticas.

Imagem: DetranRS

A partir da análise dos índices de condutores e motociclistas não habilitados envolvidos em acidentes fatais no Rio Grande do Sul em 2019, o DetranRS buscou identificar onde o problema estava mais concentrado.

Natureza do acidente

O DetranRS identificou aumento significativo nos percentuais de choques com objeto fixo e tombamento. Ambos somavam 22% do total de acidentes no Estado, mas entre os acidentes com envolvimento de condutores/motociclistas não habilitados esse percentual chega a 33%. Já nos atropelamentos se observa uma redução de 23% para 9% ao se fazer essa comparação. Isso pode ocorrer porque em alguns casos de atropelamento, o condutor foge do local impedindo a identificação na ocorrência.

Imagem: DetranRS

O estudo observou que nas madrugadas, manhãs e tardes o índice de condutores e motociclistas não habilitados envolvidos em acidentes fatais aumentou discretamente. O turno da noite parece diminuir na análise desse recorte de acidentes. Entretanto, essas variações não foram consideradas estatisticamente significativas.

Imagem: DetranRS

Em relação ao dia da semana, foi observado aumento na proporção de motoristas não habilitados envolvidos em acidentes aos domingos: de 18,2% do total de acidentes registrados no Estado para 25,2% com envolvimento de não habilitados. Em contrapartida, nas quartas e quintas observou-se redução de 10% na soma dos índices de não habilitados, passando de 24,8% para 14,8%.

 

Fonte:DetranRS

Deixe seu comentário