O estabelecimento autuado em Montenegro é reincidente

A 70ª edição da Operação Desmanche autuou dois estabelecimentos comerciais no Vale do Caí nesta terça-feira, 11. Somente em Capela de Santana e Montenegro, mais de 100 toneladas de sucata automotiva foram apreendidas.

De acordo com a coordenadora da Força Tarefa Desmanche, Marta França Moreira, os proprietários dos locais foram autuados e estão impedidos de voltar a comercializar esse tipo de produto. “As peças tem de ter procedência e este não é o caso. Peças sem procedências colocam em risco a vida de quem compra”, explica.

O local vistoriado em Montenegro, na RS-287, próximo ao Parque Centenário, já havia sido interditado em uma outra fase da operação. De acordo com um dos sócios, o estabelecimento não mantinha atividades. “Eu nem sei o que dizer. A gente não estava trabalhando mais, o estabelecimento estava fechado há uns dois anos. A gente tinha que abrir as portas porque a estava construindo”, afirma Adão Fernandes de Souza.

Em nenhum dos casos houve registro de crime ambiental ou de veículos em situação de furto/roubo, por isso não houve presos. A ação ainda está em andamento.

A operação já passou por 35 municípios, entre eles, Portão, São Sebastião do Caí, Estrela, Passa Sete, Candelária, Curumim, Soledade, Santa Maria, Carlos Barbosa, Sapiranga, Eldorado do Sul, Erechim, Guaíba, Porto Alegre, Cachoeirinha, Gravataí, Viamão, Sapucaia do Sul, Canoas, Novo Hamburgo e Montenegro, entre outros.

Deixe seu comentário