Um incêndio atingiu duas casas geminadas na noite de domingo,13, na rua Caí, Vila Esperança, bairro Senai, em Montenegro. As chamas atingiram os cinco cômodos de cada uma das residências: dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O telhado e o forro ficaram destruídos e algumas das paredes rachadas. Ninguém ficou ferido. As causas da tragédia serão conhecidas após investigação, não está descartada a hipótese de ter sido um ato criminoso. O Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência e conseguiu impedir que o sinistro se alastrasse para outros imóveis.

Ao todo, dez pessoas moravam nas residências. Em uma, mãe e quatro crianças, na outra um casal com os três filhos. Agora, todos precisam de ajuda para reconstruir suas vidas.

O fogo iniciou em um dos quartos da casa na qual a mãe mora com as crianças, onde não havia eletrodoméstico ligados. A auxiliar de cozinha Saionara Pereira dos Santos preparava a janta dos filhos Kauã, 12, Alyson, 10, Marco Antônio, 6, e Carolina, 4, quando o fogo começou. “É muito ruim, eu tinha recém começado comprar as minhas coisinhas, de mobiliar a minha casa, de repente, vem o fogo e devasta tudo. Tem coisas que nem sequer terminei de pagar ainda. Mas, o mais importante, é que consegui tirar os meus filhos de dentro de casa, este é o sentimento maior. O resto a gente vai construindo aos poucos” , ressalta. A mãe pediu para o filho mais velho tirar os mais novos do local e chamar um tio dela para ajudar.

Ela também lembra que tinha feito faxina no dia do sinistro. “Deixei tudo bem limpinho”, diz, com tristeza no olhar. Saionara ainda tentou conter as chamas com uma bacia com água, mas não teve sucesso.

O pedreiro Ivan Airton Matos dos Santos, 27, a esposa dele Cleonice Araújo de Oliveira, 28, e os filhos deles Nicole, 12, Eduardo, 8, Cristian 3, estavam na casa da mãe dele, próximo ao local. Avisado sobre, ele correu para casa. “É complicado. Só conseguimos salvar geladeira, fogão, forno e microondas. Da sala para os quartos, não deu para salvar nada”, conta.

Ivan e Saionara são primos e as casas eram da mãe dele. As famílias estão nas casas de parentes. O pedreiro acredita que até as paredes que ficaram de pé precisarão ser derrubadas, devido aos danos causado.

Quem desejar ajudar as vítimas do incêndio pode entrar em contato com Ivan pelo telefone 99954-4096, com Ivan. Podem ser doados alimentos e materiais de construção.

Deixe seu comentário