Kadu se pronunciou através do Facebook no fim da noite deste sábado. FOTO: REPRODUÇÃO

O prefeito de Montenegro, Kadu Müller, fez pronunciamento em seu perfil pessoal do Facebook para falar sobre a nova rodada dos dados do Distanciamento Social Controlado deste sábado, 20, que colocou o Município na bandeira vermelha. Nessa categoria, as restrições para controle da contaminação pelo novo coronavírus ficam mais rígidas e, dentre outras regras, o comércio de itens não essenciais fica obrigado a fechar.

Kadu adiantou que tem reunião já na manhã deste domingo, 21, com tratativas para tentar reverter o quadro e se manter na bandeira atual, que é a laranja. Essa reunião ocorrerá de forma online, às 10h, com a presença de todos os prefeitos da região onde consta Montenegro no sistema de Distanciamento. Também terá a participação de secretários de saúde e procuradores gerais.

“Nós temos bons números para serem apresentados, mas nós fazemos parte de uma região”, destacou o prefeito. “Nesse momento, Montenegro tem que apresentar seus números, somar isso aos demais números da região para que a gente possa fazer o convencimento junto ao governo do Estado de que a gente tem o controle da situação”.

As regras do sistema de bandeiras são padronizadas a todos os municípios da chamada “Região Covid” que, no caso de Montenegro, conta com 18 municípios. Dentre eles, está a maioria do Vale do Caí e também Canoas, Esteio e Sapucaia do Sul, devido a interdependência das cidades no atendimento em saúde. Como um todo, a região apresentou, segundo o governo do Estado, considerável piora nas hospitalizações por coronavírus, que praticamente dobraram na última semana em Canoas, justificando as maiores restrições.

“Infelizmente, a cidade de Montenegro, com toda sua preocupação, toda sua cautela, sua prevenção, todos os trabalhos feitos, faz parte de uma região mais ampla, onde cidades apresentaram números diferentes dos nossos em termo de controle; o que fez com que nós nos encaminhássemos para a bandeira vermelha”, reiterou Kadu. Ele revelou que os prefeitos já vinham se preparando para o novo indicador, tendo se reunido uma primeira vez ainda na quinta-feira passada para alinhar os números e as ações em prol de frear a disseminação do vírus e melhor equipar a rede de saúde.

Kadu Müller e os demais chefes de executivo municipais têm até a manhã de segunda-feira para apresentarem discordância quanto aos números do Estado e pedirem para continuar na bandeira menos restritiva, se livrando da categoria vermelha. A decisão oficial, após análise do governador, sai no mesmo dia e as novas regras – com alterações ou não – valem a partir da terça-feira.

Deixe seu comentário